O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou o bloqueio de 43 contas bancárias de pessoas físicas e jurídicas suspeitas de financiar atos antidemocráticos.

A decisão foi assinada no último sábado, 12, e faz referência aos bloqueios ilegais das vias e às manifestações de cunho golpista realizadas em frente a a prédios do Exército.

Desde o fim das eleições, apoiadores do atual presidente Jair Bolsonaro (PL) promovem protestos inconstitucionais contestando o resultado do pleito e pedindo por intervenção militar.

Bolsonaristas também bloquearam rodovias em 25 estados em ocupações ilegais.

A decisão também cita a mobilização de caminhões no ato realizado em frente ao quartel general do Exército, em Brasília, onde os manifestantes estão há mais de dez dias acampados em barracas e tendas.

O ministro considerou o bloqueio das contas dos investigados como “necessário e urgente, diante da possibilidade de utilização de recursos para o financiamento de atos ilícitos e antidemocráticos”.

Moraes também solicitou que a Polícia Federal colha depoimentos de todas as pessoas envolvidas no prazo de até dez dias.

 

Fonte: Opovo