(Foto: Reprodução)

Mais de uma semana após as eleições de meio de mandato nos Estados Unidos, os republicanos garantiram, na noite de 4ª feira (16.nov), o 218º lugar na Câmara dos Representantes, conquistando a maioria da Casa. Pelas redes sociais, o presidente Joe Biden, que representa os democratas, parabenizou a sigla pela vitória.

“Parabenizo o líder McCarthy por sua maioria na Câmara e estou pronto para trabalhar em conjunto pelas famílias americanas. O povo quer que nos concentremos nas questões que são importantes para eles e em tornar suas vidas melhores. Trabalharei com qualquer pessoa disposta a trabalhar comigo para entregar resultados para eles”, escreveu.

Apesar do cenário favorável, a vitória contempla apenas parte das expectativas dos republicanos. Isso porque, com as eleições e a atual impopularidade de Biden, a sigla esperava uma reviravolta no Congresso, com o domínio pleno dos parlamentares. No Senado, por exemplo, os democratas conseguiram manter a liderança.

Com o legislativo dividido, é possível que Biden enfrente um impasse maior em relação às propostas e aos projetos de leis, como a garantia do direito ao aborto. Em outubro, o chefe de Estado afirmou que o tema seria prioridade em janeiro de 2023, mas apenas caso os democratas controlassem assentos suficientes no Congresso para aprovar a matéria.

 

Fonte: Sbt News