Com a promessa de ofertar mais de 2,5mil litros de cerveja, o Festival de Cerveja do Rotary Club de Iguatu volta ao cenário de eventos da cidade. O propósito da ação é angariar fundos para subsidiar projetos já existentes e pôr em prática outros. O principal deles é o da concessão de bolsas estudantis a alunos que ingressaram no ensino médio em dois colégios particulares da cidade.

Ausente do calendário do município nos últimos dois anos, após o período de pandemia, quando a realização de eventos ficou restrita pela disseminação da COVID-19. Nesta semana os membros do clube de serviço iniciaram as vendas das canecas do evento marcado para o dia 04 de junho. Cerca de 800 canecas serão confeccionadas no estado de São Paulo com material em porcelanato. Assim como em anos anteriores, os recipientes personalizados com as logomarcas do evento e do Club de Rotary serão o ingresso do evento.

Criado com a finalidade de reunir pessoas que têm a estima por cervejas e atrair um público diferenciado, o festival tornou-se uma opção, já que na região não existe nenhum evento semelhante, sendo exclusivo para maiores de 18 anos. Quase 25 parceiros da iniciativa privada dão apoio ao evento. “Já estamos aceitando as reservas, para aquisição das canecas. Estamos confiantes que será mais um sucesso. É um projeto que conta com o apoio de muitos”, afirmou Orlando Silveira, atual presidente do clube de serviço,

Com a apresentação de duas atrações culturais e sem cobrança de área de estacionamento, cada caneca custará R$ 70,00 e não haverá a possibilidade de aumento de participantes.

As cervejas Bohemia, Brahma e Skol serão servidas entre 17h e 23h. A previsão é que 2.500 mil litros sejam ofertados. Haverá opção de água e refrigerantes para quem não consome bebida alcoólica.

Bolsa Escolar

O programa implantado no ano rotário 2015/2016 teve continuidade com algumas adequações. A entidade faz a cada ano a seleção de alunos na rede pública municipal e os ingressam na rede privada de ensino parceira que custeiam as mensalidades. Quase 20 alunos já foram beneficiados com o projeto.

PODCAST MAIS JUSTIÇA – I SIMPÓSIO DO DIREITO HOMOAFETIVO DO CENTRO SUL CEARENSE