(Foto: Reprodução)

Explosões, tiros e gritos foram ouvidos na madrugada dessa quinta-feira (12), em Iguatu. Uma simulação de assalto a banco foi realizada pelas polícias Militar, Civil, Cotar, Raio, Corpo de Bombeiros e demais agentes de segurança do município com a participação do Demutran e da Guarda Civil Municipal. Cerca de 200 homens participaram da encenação.

Tudo parecia muito real. A ação aconteceu em frente ao banco do Brasil de Iguatu, instituição bancária escolhida para participar, cedendo suas instalações para uma invasão de criminosos que na ação simulada, assaltavam a agência fazendo inclusive reféns. Ao mesmo tempo outros locais eram alvos da ação dos bandidos: o Batalhão de Polícia que era sitiado com os bandidos atirando para evitar a saída dos policiais em direção a ocorrência; em outro momento um confronto entre policiais e bandidos na saída da cidade em cima da ponte que dá acesso a saída para o Icó; e por último, na delegacia de polícia onde os bandidos depois de rendidos são levados para depoimentos na Delegacia.

Tudo isso contou ainda com a participação do Ciopaer, que enviou um helicóptero que ficou sobrevoando a cidade de Iguatu durante toda a operação. Muitas pessoas foram assistir a toda encenação.

O local estava devidamente guardado por disciplinadores que não permitia que populares tivessem acesso a cena para que não atrapalhassem e muito menos pudessem ser atingidos de alguma forma, embora o armamento usado, mesmo sendo de verdade, não utilizavam artefatos fatais. Esta é a primeira vez que uma cidade do interior vive esse tipo de treinamento. Assaltos a banco têm sido constantes, tanto no estado do Ceará, quanto em outros estados. Eles tem sido conhecidos como o ‘novo cangaço’.

PODCAST MAIS SAÚDE – Edição de 19 de março, com Paulinho Neto