(Foto: Reprodução)

Uma campanha de soberania, grandeza e história. O Ceará Sporting Club está nas quartas de final da Copa Sul-Americana de 2022, inédito para o futebol cearense, alcançando o recorde nordestino de desempenho no torneio internacional. Com 100% de aproveitamento, coroou a trajetória em um caldeirão alvinegro da Arena Castelão nesta quarta-feira (6), contra o The Strongest-BOL.

MELHORES CAMPANHAS DO NORDESTE NA SUL-AMERICANA

Ceará (quartas – 2022): 8 jogos, com 8V | Formato com fase de grupos.
Sport (quartas – 2017): 8 jogos, com 3V, 1E e 4D | Formato antigo.
Bahia (quartas – 2018): 8 jogos, com 4V, 1E e 3D | Formato antigo.
Bahia (quartas – 2018): 8 jogos, com 3V, 1E e 4D | Formato antigo.

É fato, a torcida é a alma do Ceará. Foi na fundação, é assim no presente: o “Time do Povo”. Assim, os mais de 40 mil torcedores fizeram o estádio pulsar. A sinergia estava completa, em demonstração de amor ecoando no estádio e escrita nas arquibancadas: “Nunca abandonar”.

Os recordes seguem sendo escritos, ampliando o sonho de avançar o mais longe possível. Hoje, conquistou a 8ª vitória em oito jogos após viagens para Argentina, Venezuela, Paraguai e Bolívia. E ficou a bandeira alvinegra em casa para aguardar o novo rival: Universidad Católica-CHI ou São Paulo.

RECORDES DO CEARÁ NA SUL-AMERICANA DE 2022

Melhor classificação do Nordeste, igualando Bahia (2018 e 2020) e Sport (2017).
Maior sequência de vitórias da Sul-Americana no atual formato: 8 jogos.
Melhor campanha da Sula no atual formato: 100%, com 8 jogos e 8 vitórias.
1º brasileiro a vencer o The Strongest na altitude da Bolívia após 9 anos.
5º clube brasileiro que venceu o The Strongest em La Paz.
1ª vitória do futebol nordestino na Argentina (Independiente).
1ª vitória do futebol nordestino na Bolívia (The Strongest).

DOMÍNIO ABSOLUTO

Em campo, a 1ª vez que o técnico Marquinhos Santos contou com a maioria do elenco. E o resultado foi o domínio absoluto dentro do esquema tático 4-2-1-3, com pressão na saída de bola, linhas altas e Vina mais centralizado. Assim, produziu volume e pouco sofreu diante do adversário boliviano.

A conquista da vaga chega com méritos, principalmente pela vitória histórica em La Paz. Os gols de Victor Luís e Richardson no 1º tempo serviram como chancela para o final. E apesar do resultado, a postura seguiu na volta do intervalo, ampliando com Lima: 3×0. O Vovô era superior e mostrou isso.

O ponto alto é Stiven Mendoza: de volta após quase 20 dias de uma lesão muscular na coxa. Foi titular, ativo pelo lado esquerdo e até balançou as redes, em lance anulado no VAR por impedimento.

Hoje, a margem para evolução do trabalho, principalmente com a chegada de mais reforços na janela. A campanha é histórica e permite um objetivo maior. O Ceará segue no sonho da América.

Fonte: Diário do Nordeste