Olá leitores da Mais!
No último encontro, apresentamos o nosso novo quadro: o Mais Economia, com o objetivo de trazer mais informação sobre a economia local. Hoje falaremos sobre o que é Economia e o que é Desenvolvimento Econômico. Vamos lá?!
Geralmente, quando falamos em Economia, a primeira coisa que vem a nossa cabeça é economizar. Um economista seria alguém de um alto cargo de uma empresa, que é responsável por cuidar das finanças, aumentar os lucros, reduzir gastos e propor melhorias. Bem! Essa definição não está totalmente errada, porém as atribuições de um economista e a Ciência Econômica vão além de trabalhar o dinheiro de uma empresa.
A Economia como ciência foi primeiramente sistematizada por Adam Smith, um escocês do século XVIII, com seu livro “As Riquezas das Nações, de 1776, onde definiu alguns conceitos e defendia princípios como o direito à propriedade privada, o livre comércio e a famosa “mão invisível do mercado”, uma hipótese de que as forças do mercado (oferta e demanda) tendem a se equilibrar no comércio. Smith foi fundamental para o desenvolvimento desse pensamento, mas, de lá pra cá, muitas de suas hipóteses foram confirmadas e outras superadas.
É importante destacar que a Economia, na prática, surge dentro de toda civilização e já era algo que chamava a atenção de pensadores muito anteriores a Smith, com o caso de Sócrates e Aristóteles, que discutiam como os recursos eram distribuídos e como eram usados para produzir novos bens na cidade. A essência da Economia nada mais é que definir como usar os recursos existentes (Capital, trabalho, recursos naturais e tecnologia), da melhor maneira possível e compreendendo que são, todos, limitados, ou por quantidade ou por qualidade. A melhor combinação desses recursos deve resultar na produção suficiente, para satisfazer a procura do produto. Por exemplo: Quanto de açúcar será necessário para José fazer o chapéu de couro da merenda? Tem que ter cuidado pra não usar demais, porque ainda tem o café pra ser feito.
A Economia, então, pode ser observada dentro de casa, ou na gestão dos recursos de todo o país. O objetivo é alcançar a satisfação de todos, o chama “Bem estar geral da sociedade.” Na busca por medir ou compreender como se evolui esse bem estar, a ciência Econômica criou o conceito de “Desenvolvimento Econômico”, que embora seja muito indefinido, pois cada sociedade tem a sua própria maneira de se satisfazer, pode ser evidenciado pelo nível de acesso à Educação, Saúde e Renda dos habitantes. Esse nível pode ser apontado pelo IDH – Índice de Desenvolvimento Humano, a nível mundial, federal, estadual e municipal. Falta a essa medida considerar fatores importantes, como a concentração de renda, a dificuldade relativa de investimento, o poder de compra, entre outros, porém nos permite uma avaliação mais generalizada da economia que estamos interessados em analisar.

O PAPEL DO ESTADO NA ECONOMIA É PROMOVER O BEM ESTAR SOCIAL, SABENDO A HORA CERTA DE AGIR E COMO AGIR.

Por mais que os conceitos técnicos da Ciência Econômica não sejam tão difundidos na sociedade, nós vivemos o sistema econômico que estamos inseridos. É fundamental que compreendamos: como o trabalho gera os produtos, agrícolas ou industriais; com as empresas podem combinar os recursos da melhor maneira; como e onde o governo deve investir para promover o desenvolvimento econômico e como nós, indivíduos trabalhadores e consumidores, devemos atuar nesse sistema. Pois o desenvolvimento da nossa região é responsabilidade de cada um de nós. O papel do Estado na economia é promover o bem estar social, sabendo a hora certa de agir e como agir. Politicamente, devemos nos preocupar em indicar ao poder público representantes que tenham a compreensão necessária para, junto ao setor privado, criar as condições para o bem geral da nação e não apenas por alguma consideração pessoal.

No próximo encontro: Iremos discutir a respeito do Desenvolvimento Econômico do Ceará, pontuando os principais acontecimentos que fizeram a economia cearense evoluir.

Davi Lucena, analista de Economia Regional e colunista da Rádio Mais FM.