A nova Carteira Nacional de Habilitação (CNH) entra em vigor a partir de 1º de junho de 2022 e substituirá a atual carteira.

Contudo, a troca não será obrigatória e ocorrerá apenas para novas emissões.

A substituição ocorrerá gradualmente para novas habilitações e à medida em que os condutores forem renovando ou emitindo a segunda via.

O que mudou?

A CNH terá tabela com os veículos que o motorista pode conduzir.

Abaixo da tabela de categorias estará o quadro de observações, para informar restrições médicas e se o condutor exerce atividade remunerada, por exemplo.

O documento pode constar se a CNH é temporária (concedida a novos motoristas) sendo identificada com a letra P no canto superior direito, ou se é definitiva, identificada com a letra D.

Outro detalhe é que a carteira de motorista brasileira vai se aproximar do padrão internacional, com sua identificação impressa em português, inglês e francês.

A habilitação conta também com padrões de segurança contra falsificações, como o uso de tinta que brilha no escuro, holograma e impressão reativa a luz ultravioleta.

O QR Code impresso no verso do documento permanece. Ele permite ao motorista ter acesso à Carteira Digital de Trânsito (CDT), via aplicativo.

A Carteira Nacional de Habilitação poderá ser expedida de forma física ou digital.

Nova CNH passa a valer em junho; tire suas dúvidas

© Foto: DivulgaçãoNova CNH 

Nova CNH passa a valer em junho; tire suas dúvidas

© Foto: DivulgaçãoNova CNH 

Nova CNH passa a valer em junho; tire suas dúvidas

© Foto: DivulgaçãoNova CNH 

Nova CNH passa a valer em junho; tire suas dúvidas

© Foto: DivulgaçãoNova CNH 

Nova CNH passa a valer em junho; tire suas dúvidas

© Foto: DivulgaçãoNova CNH 

Nova CNH passa a valer em junho; tire suas dúvidas

© Foto: DivulgaçãoNova CNH 

Nova CNH passa a valer em junho; tire suas dúvidas

© Foto: DivulgaçãoNova CNH

Exigências para tirar a habilitação

As exigências para tirar a CNH continuam as mesmas. O interessado deve realizar os testes de aptidão física e psicológica e aulas teóricas com duração de 45 horas/aula, seguidas de uma prova – além, claro, da parte prática.

Limite de pontos

O limite de pontos também permanece o mesmo: 40.

No entanto, o total de pontos para perder a carteira temporariamente pode diminuir conforme a quantidade de multas gravíssimas acumuladas pelo condutor nos últimos 12 meses: 40 pontos para quem não tiver infração gravíssima, 30 pontos para quem tiver uma infração gravíssima, e 20 pontos para quem tiver duas ou mais infrações dessa gravidade.

Em relação aos motoristas profissionais, a suspensão ocorre somente quando atingir o número fixo de 40 pontos, independentemente da gravidade da infração.

O limite de pontos pode levar à suspensão da CNH por até um ano, ou em caso de reincidência, a restrição pode chegar a dois anos, além do pagamento de multas. A CNH só é devolvida ao motorista após o término da penalidade e do curso de reciclagem, que é obrigatório.

Caso o motorista for flagrado pela fiscalização dirigindo um veículo com a carteira suspensa, ele terá que pagar multa de aproximadamente R$ 900, terá o veículo retido até a chegada de outra pessoa habilitada, além da cassação da carteira por dois anos.

Validade

O prazo de validade da CNH é de 10 anos para quem tem menos de 50 anos de idade, 5 anos para quem tem entre 50 e 70 anos e 3 anos para pessoas acima de 70 anos.