Sequelas motoras, com dificuldade para movimentar membros do corpo, para ler, falar, engolir e até compreender o que é dito são as mais comuns entre os pacientes que sofrem Acidente Vascular Cerebral (AVC). Desta forma, reduzir esses danos é o principal objetivo da medicina contemporânea.

Para isso, diversas técnicas são aplicadas. Uma delas, inovadora, passou a ser desenvolvida no interior cearense. O Hospital Regional do Sertão Central (HRSC) tem utilizado realidade virtual, por meio de jogo de video game, para ajudar a reabilitação desses pacientes.

O projeto começou de forma experimental em 2019. Durante os quase dois anos de pandemia, ele sofrera uma paralização e, agora, voltou a ser utilizado.
A enfermeira assistencialista da unidade de AVC do HRSC, Janaína Nogueira conta que a realidade virtual passou a ser utilizada a partir da proposta de uma fisioterapeuta que integrava a equipe.

A enfermeira assistencialista da unidade de AVC do HRSC, Janaína Nogueira conta que a realidade virtual passou a ser utilizada a partir da proposta de uma fisioterapeuta que integrava a equipe.

Fonte: Diário do Nordeste

PODCAST MAIS ROCK – Novidades de Sheryl Crow, The Killers, Kasabian, Suede e Slipknot