(Foto: Reprodução)

Um policiamento mais próximo e trazendo mais segurança para a população. Este é o principal objetivo do Comando da Polícia Militar para Prevenção e Apoio às Comunidades (Copac). O novo Comando vai atuar no policiamento comunitário, sendo referência em seu território de ação e será especializado em vulnerabilidades. A estratégia de segurança do Governo do Ceará foi apresentada pela governadora Izolda Cela, que participou da inauguração da sede do Copac ao lado do secretário da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), Sandro Caron, e do comandante-geral da Polícia Militar, coronel Márcio Oliveira.

“O Copac atuará de forma proativa e preventiva no sentido de estabelecer relações com a comunidade e seus setores. Sempre com o intuito de proteger e defender os cearenses. Teremos uma presença junto às escolas, queremos conhecer quem é quem nas comunidades, entender o seu perfil e a dinâmica, com uma presença focada em situações na qual as pessoas enfrentam em meio a violência, como as ameaças, expulsão de casas. Mas além disso, a importância de ter a retaguarda social, com a SPS presente para atender e dar aqueles encaminhamentos que a polícia não consegue, e que as políticas públicas possam fazer pelos atingidos pela violência”, ressaltou a governadora do Ceará.

O Copac atuará em consonância com as políticas de Proteção Social, e contará com uma estrutura operacional que inclui 645 policiais militares, equipados com 56 viaturas, que estão distribuídos em 38 bases. O investimento na sede do Batalhão foi de mais de R$ 3,3 milhões.

“A polícia ideal é aquela que faz bem o seu trabalho, que seja temida pelos criminosos, mas que ao mesmo tempo seja admirada e querida por todos cidadãos de bem. Nós temos que fazer segurança pública com esse olhar social e a Copac cumprirá bem essa função, mais próximos da sociedade, e pelas mãos da nossa governadora, a grande idealizadora desse projeto de prevenção e que tem um olhar social apurado”, destacou o titular da SSPDS.

O novo comando da Polícia Militar do Ceará será diretamente ligado ao Comando Geral da Instituição e terá atuação em todos os municípios cearenses, mas começará com base em Fortaleza e Região Metropolitana. Dentre as ações, terá a primeira sala de mediação da Polícia Militar, experiência inédita no Ceará. Além da primeira sala de atendimento remoto, as vítimas terão acesso aos serviços do Copac por videochamada, sendo posteriormente atendidas pessoalmente pelos policiais.

Fonte: Governo do Ceará