(Foto: Reprodução)

Em dois anos, o Ceará contabilizou 626 mortes violentas intencionais de crianças e adolescentes. O número disponibilizado nessa terça-feira (28) no anuário do Fórum Brasileiro de Segurança Pública indica média de um assassinato, por dia, de vítimas com até 17 anos e coloca o Estado no ranking dos locais mais violentos para menores de idade.

Conforme levantamento do Fórum, foram 354 Crimes Violentos Letais e Intencionais (CVLIs) desta faixa etária, no ano de 2020, e outros 272 casos em 2021. Somados os dois últimos anos, o Ceará fica como o segundo estado do Brasil com mais mortes de crianças e adolescentes. Em primeiro lugar está a Bahia.

Das 626 mortes, 602 foram de vítimas de 12 a 17 anos e 24 de 0 a 11 anos. Um dos casos de maior repercussão dentro do período analisado é o que vitimou Mizael Fernandes da Silva, de 13 anos. O menino foi morto na casa dos tios, em Chorozinho, enquanto dormia. A morte de Mizael completa dois anos nesta sexta-feira (1º) e o processo segue em andamento na Justiça, com três policiais militares acusados pelo crime.

VEJA RANKING

Bahia

2020: 374
2021: 347

Ceará

2020: 354
2021: 272

Pernambuco

2020: 258
2021: 232

Por nota, a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) disse que o Ceará registrou uma redução de 22,7% nas mortes provocadas por crimes violentos, com as vítimas de idade de 0 a 17 anos, quando comparados os anos de 2020 e 2021. “Importante dizer que entre Bahia (1º), Pernambuco (3º) e Rio de Janeiro (4º), essa redução de 22% registrada pelo Ceará foi a maior entre os referidos estados”, destaca a Pasta.

Fonte: Diário do Nordeste

MAIS ROCK – Novas músicas do Interpol e do Journey e um especial em homenagem ao músico grego Vangelis