O projeto da Linha Leste do Metrô de Fortaleza foi apresentado aos membros da Academia Cearense de Engenharia (ACE) pelo secretário da Infraestrutura do Ceará, Lucio Gomes. O titular da pasta falou das tecnologias utilizadas nas escavações da Linha e do andamento da obra, que está com frentes em andamento no Centro e na Aldeota.

Além das características técnicas do projeto, o secretário expôs os benefícios que o novo trecho metroviário trará para a população. “Essa é uma linha de 7,3 quilômetros, que se integrará com as outras três linhas metroviárias existentes, que são a Linha Sul, Oeste e o VLT Parangaba-Mucuripe, além dos terminais de ônibus da Parangaba e do Papicu”, explicou Lucio Gomes.

Depois da apresentação, os membros da ACE tiraram dúvidas. “Essa é uma das funções da Academia: interagir e ter conhecimento, até como vetor de divulgação, daquilo que está sendo feito de engenharia, principalmente obras importantes, como é o caso do nosso metrô, para o sistema de transporte de Fortaleza e da Região Metropolitana”, afirmou o presidente da Instituição, Victor Frota Pinto.

Linha Leste
A Linha Leste terá 7,3 quilômetros de extensão e irá ligar o Centro ao Papicu. No percurso, contará com uma estação de superfície (Tirol-Moura Brasil) e outras quatro subterrâneas (Chico da Silva, Colégio Militar, Nunes Valente e Papicu). O empreendimento, após concluído, terá capacidade para transportar até 150 mil passageiros por dia. O tempo de viagem entre o Centro e o Papicu será de 15 minutos.

Fonte: Governo do Estado do Ceará