(Foto: Reprodução)

Uma espiral luminosa apareceu no céu da Nova Zelândia na noite deste domingo (19), semelhante a uma galáxia espiral flutuando na atmosfera terrestre. Apesar do susto dos moradores e da aparência intrigante do objeto, sua ocorrência não é rara e sua origem tem uma explicação simples.

Por volta das 19h25 (em horário local) na Ilha Stewart, a terceira maior ilha da Nova Zelândia, o guia de observação de estrelas, Alasdair Burns, recebeu uma chamada de seu amigo, pedindo ele olhar para o céu. “Ficou muito óbvio a que ele estava se referindo”, acrescentou Burns.

Em meio à escuridão do céu noturno, a enorme espiral azulada se destacava. Com seu próprio celular, Burns tirou a foto do intrigate fenômeno e chamou seus vizinhos para fazerem o mesmo. As especulações quanto à causa iam desde o aparecimento de seres alienígenas até o lançamento de foguetes.

O professor Richard Easther, físico da Universidade de Auckland, explicou que esta nuvem brilhante pode ocorrer quando um foguete lança satélites à órbita da Terra. Segundo ele, o veículo libera no espaço o que sobrou do combustível não usado, que é brevemente iluminado pelo Sol.

O físico ressaltou que provavelmente era um Falcon 9, da SpaceX, lançado neste domingo a partir do Complexo de Lançamento 41 da Estação da Força Espacial dos EUA em Cabo Canaveral, na Flórida. O lançamento foi para entregar o satélite Globalstar à órbita.

Em abril, uma espiral brilhante semelhante surgiu no céu do Havaí. O objetivo também foi relacionado ao lançamento de um Falcon 9 que, ao descartar o combustível do estágio superior, deu origem a nuvem do material que foi iluminado pelos raios solares.

Fonte: Canaltech

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui