*Por Daniela Lima
-Mudanças no Trânsito;
O Departamento Municipal de Trânsito (DEMUTRAN) iniciou em abril deste ano uma série de mudanças de sentido de direção nas ruas da cidade com o objetivo de evitar acidentes e facilitar o tráfego de veículos. Além de mudança de sentido de circulação, ruas da cidade da zona rual recebram placas com sinalização e horizontal (pintura no asfalto). A Avenida Agenor Araújo sofreu algumas mudanças de sentido, estacionamento, e reforma, nem todas agradaram a população. Uma mudança que foi consenso positivo foi a utilização dos semáforos de forma intermitente nas ruas do centro e perimetral.
-Greve e falta de combustível;
Podemos destacar dois momentos importantes sobre oferta de combustíveis, após greve dos caminhoneiros os postos de combustíveis de todo o país ficaram sem gasolina ou álcool. Os que tinham em estoque vendiam por preços exorbitantes. Iguatu registrou filas quilométricas mesmo antes de acabar totalmente o líquido. Outro fator relevante foi o impasse sobre o fechamento dos postos durantes os feriados estaduais no Ceará. Em dois feriados consecutivos os postos fecharam por falta de acordo entre o Sindipostos que representa os empresários donos dos estabelecimentos e o Sinpospetros, sindicato que ampara os trabalhadores dessa categoria.
-Estrada Iguatu/Jucás;
A rodovia CE-375 entre Iguatu e Jucás foi beneficiada com o programa Ceará de Ponta Ponta do governo estadual. A reforma da estrada se fazia necessária pela presença de buracos e risco de acidentes, no entanto, a demora causou revolta e transtorno aos moradores da região da Vila Dae, trecho mais demorado. O Departamento Estadual de Rodovias (DER) explicava que a demora na entrega era por causa do volume de chuvas nos últimos meses do primeiro semestre.
-Parada das Topiques;
A discussão do embarque e desembarque das topiques que vinham para Iguatu oriundas do distrito de José de Alencar teve vários momentos de impasse. Logo após a inauguração da reforma do Terminal Rodoviário já se falava das paradas no CRI (Clube Recreativo Iguatuense), em alguns pontos da perimetral e centro comercial. Os mototaxistas entraram em defesa para permanência no CRI, a administração da rodoviária ressaltava que todas as topiques deveriam partir e chegar no mesmo ambiente.
-Dom Mauro e 70 anos de sacerdócio:
Os 70 anos de serviços prestados à igreja católica de Dom José Mauro de Alarcon e Santiago foram celebrados com missa solene na Igreja Matriz de Senhora Santana com a presença de dezenas de padres da região, autoridades, amigos e familiares do primeiro bispo de Iguatu. Mesmo acometido do cansaço aos 93 anos de idade, Dom Mauro participou ativamente da celebração que teve vários depoimentos sobre a vida do bispo e sua história de lutas sociais.

*Por Thiedo Henrique
-Elmo Moreno;
Morreu em março, no Hospital São Mateus, em Fortaleza, o empresário do segmento agropecuário, ex-deputado estadual e ex-prefeito de Iguatu, João Elmo Moreno Cavalcanti, 92 anos. Foi prefeito de Iguatu entre 1977 a 1982, durante seu primeiro mandato realizou várias obras de infraestrutura, obras de pavimentação, construiu o estádio Morenão, o Terminal Rodoviário Senador Fernandes Távora e construção de praças.
-Sítio Canto;
A cidade de Iguatu registrou 32 homicídios no ano de 2018. Dos quais em maio, no Distrito de Suassurana, na localidade do Sítio Canto um crime de repercussão imensurável. Dois homens foram acusados de assassinar 04 pessoas, um terceiro suspeito cometeu suicídio durante as investigações dos casos. Além dos requintes de crueldade, as mortes estavam envolvidas com rituais de magia negra. Além disso, uma idosa foi encontrada com sinais de maus-tratos dentro da residência que foi usada para enterrar um dos corpos em um dos quartos. Os demais estariam enterrados no entorno da casa.
-Açude Trussu;
O açude Dr. Carlos Roberto Costa, mais conhecido por Trussu, qua abastece as cidades de Iguatu e Acopiara perde volume diariamente está com apenas 4,32% de sua capacidade hídrica. O índice mais baixo desde a construção em 1996. O nível do reservatório trouxe preocupação aos usuários que temem crise de desabastecimento diante do risco de chuvas abaixo da média na próxima quadra chuvosa (fevereiro a maio). Desde 2012 o açude Trussu não tem recarga.
-Adutora e seus rompimentos;
A adutora (tubulação que conduz as águas do açude para o abastecimento humano) do Trussu deixou a população sem água, por diversas vezes. Nesse ano o equipamento apresentou defeito por 9 vezes. De acordo com o SAAE, os vazamentos acontecem por falha durante a obra de construção da adutora, que tem pouco mais de 18 quilômetros de extensão, e foi construída há mais de 20 anos.
-Choveu Granizo;
Em meio às chuvas que banharam a cidade de Iguatu, no dia 12 do mês de fevereiro houve queda de granizo em vários pontos da cidade. Além dos transtornos corriqueiros que ocorrem quando chove forte no município. Queda de rede elétrica e de árvores também foram registradas. Um dos andares do Hospital Regional ficou alagado durante as enxurradas.

*Por Jan Messias
-Rompimento na administração;
A exoneração do titular da Secretaria de Saúde de Iguatu, Marcelo Sobreira assinalou para muitos o rompimento do líder político com o gestor Ednaldo Lavor. A saída foi anunciada por meio de publicação no Diário Oficial do Município no mês de novembro. Ambos trocaram farpas por meio dos órgãos de imprensa. A motivação seria quebra de acordo apontada por ambos pela disputa da mesa diretora da Câmara de Vereadores.

*Por Tony Alvarez

-Ageu dos Santos
Nos despedimos do Ageu dos Santos, falecido no dia 10 de outubro 2018, o técnico comandou o Iguatu em 2016 e evitou o rebaixamento do Azulão para terceira divisão do Campeonato Cearense.
-Roberto Carlos
Roberto Carlos conseguiu realizar um bom trabalho à frente do comando técnico do Iguatu. Após ter sido campeão da Série B do Cearense, em 2018 conseguiu uma brilhante campanha na Série A, tendo terminado a fase classificatória atrás apenas de Ceará e Fortaleza.
-Copa do mundo
Com Tite no comando o time veio agradando os torcedores, mas parou nas quartas de final ao perder para a Bélgica por 2 a 1.
-Futebol Cearense
O Futebol Cearense esteve em alta no ano de 2018. Dois títulos nacionais foram conquistados, o Ferroviário campeão da Série D, e o Fortaleza com título da Série B, e permanência do Ceará na série A, graças ao grande trabalho do técnico Lisca. Em 2019 pela primeira vez, na era dos pontos corridos teremos o clássico rei no brasileirão.