(Foto: Divulgação)

Um idoso se 77 anos morreu de infarto após a companhia de energia elétrica cortar a luz da residência onde morava, em Vilhena (RO). O homem chegou a pagar a conta de R$ 318, mas, por um erro, a empresa não deu baixa no pagamento. A tragédia foi registrada na última 6ª feira (12.ago).

Domingos Cavalcanti implorou para que a energia não fosse cortada de forma indevida. A empresa mandou um funcionário interromper o fornecimento, mesmo com o idoso mostrando o comprovante de pagamento. Segundo a esposa da vítima, o funcionário puxou um facão, em ameaça, e “deu uma queda de braço nele. Ele era um senhor de idade, esforçado pra tudo. Infelizmente, tiraram de mim”, lamentou Marli Souza.

Imagens de câmeras de monitoramento flagraram a situação, com o idoso caindo após sofrer o ataque cardíaco fatal. Segundo a família, a demora no atendimento foi crucial para a morte. Agora, esperam por Justiça.

Em nota, a empresa de energia elétrica afirmou que uma das equipes foi deslocada para efetuar a inspeção do fornecimento em um imóvel com ligação irregular, sendo recebida de forma agressiva pelo proprietário da residência. Ainda segundo a empresa, o dono ameaçou os trabalhadores e chegou a tomar a chave do carro do veículo deles.

Ainda segundo a nota da companhia, os trabalhadores acionaram a polícia, que foi ao local para acompanhar o caso. Exaltado, o idoso se sentiu mal, desmaiou e foi encaminhado por familiares a uma unidade de pronto atendimento.

Fonte: SBT News

PODCAST DIÁLOGO MAIS – ELEIÇÕES 2022 – O QUE FAZ UM DEPUTADO FEDERAL, ESTADUAL E SENADOR? O QUE É ESQUERDA, DIREITA E CENTRÃO?