Os Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI) apresentaram a maior redução dos últimos 29 meses durante junho, que ainda foi o período que diminuiu 22% as mortes em relação e 2021. Conforme material divulgado pela Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), foram 275 CVLIS em junho de 2021, que reduziram para 214 em julho. O balanço é da Superintendência de Pesquisa em Estratégia de Segurança Pública (Supesp).

Em relação a maior redução dos últimos 29 meses, o menor balanço foi em dezembro de 2019, com 205 casos. Nas regiões onde foram registradas menos mortes violentas estão o Interior Norte, com queda de 33%, indo de 62 para 41 CVLIS. A Região Metropolitana registrou redução de 28%, de 75 para 54. Interior Sul apresentou 27,5%, o menor no índice. Em Fortaleza, com 65 CVLIS, não houve diminuição.

O município de Caucaia egistrou, em junho de 2022, o menor número de Crimes Violentos Letais e Intencionais (CVLIs), desde abril de 2011. No mês passado, foram cinco casos. Em abril de 2011, também foram cinco.

Em relação a junho de 2022 e o mesmo período de 2021, a diminuição foi de 81,5%, indo de 27 casos para cinco. No semestre, a retração foi de 40,8%, indo de 142 casos no acumulado do ano para 84, conforme dados da Superintendência de Pesquisa e Estratégia de Segurança Pública.

Conforme a SSPDS, para manter essa redução o foco tem sido o enfraquecimento das organizações criminosas. O órgão afirma que R$ 187 milhões em bens, que pertenciam a organizações criminosas, foram confiscados no Estado. É um trabalho de descapitalização.
A SSPDS destaca também o trabalho ostensivo, que tem sido expandido com instalações de 66 bases do Comando de Policiamento de Rondas e Ações Intensivas e Ostensivas (BPRaio) e de 65 centrais de videomonitoramento, são 3.624 câmeras em todo o Ceará.
Sandro Caron diz que são resultados positivos fruto de trabalho e dedicação de homens mulheres da Polícia Militar, Polícia Civil, Perícia Forense e Corpo de Bombeiros. O gestor destaca a tecnologia de combate à criminalidade e descreve o videomonitoramento e inteligência policial.

A pasta cita investimentos feitos pelo Governo do Ceará no aumento de efetivo nas ruas com as horas extras para policiais e bombeiros militares, além do ingresso de novos 490 policiais civis, escrivães e inspetores, e o curso de formação com mais de 2.400 novos policiais militares.

 

Fonte: O Povo

DIALOGO MAIS – 28 DE JUNHO DIA DO ORGULHO GAY