Na noite deste sábado, 27, o Galpão da Cia Ortaet de Teatro recebeu o show de lançamento do disco Normal, novo trabalho solo de Helinho Gomes. O disco é o quarto da carreira paralela aos trabalhos da Banda Ingroove. O evento lotou o Galpão das Artes com a presença de amigos, fãs e apoiadores do trabalho do artista. Em mais de uma hora de show Helinho encantou o público com as músicas e histórias de sua vivência musical e artística em Iguatu, convidando para participações especiais como a do percussionista Sussu Mendonça, também integrante da Banda Ingroove e professor da Escola de Música Popular Humberto Teixeira.

O evento lotou o Galpão das Artes com a presença de amigos, fãs e apoiadores do trabalho do artista
O evento lotou o Galpão das Artes com a presença de amigos, fãs e apoiadores do trabalho do artista

Quem também foi convidado a participar, claramente emocionado, foi Leo Lima, músico e professor e também parceiro de Helinho em muitas composições. Os dois cantaram algumas músicas fruto dessa parceria e divertiram o público com as histórias engraçadas ao longo da carreira.

Em mais de uma hora de show Helinho encantou o público com as músicas e histórias de sua vivência musical e artística em Iguatu, convidando para participações especiais como a do percussionista Sussu Mendonça, também integrante da Banda Ingroove e professor da Escola de Música Popular Humberto Teixeira.
Helinho ao lado do percussionista Sussu Mendonça, também integrante da Banda Ingroove e professor da Escola de Música Popular Humberto Teixeira.

O músico e produtor cultura Beu Paulino também esteve presente, lembrou da importância de apoiar os artistas da terra. “A gente chega aqui e vê uma placa ali com o nome do artista, um espaço preparado, as pessoas chegando e isso é muito bom, porque é um incentivo a seguir, mesmo com as dificuldades”, comenta Beu. Valder César, da companhia Ortaet, afirma que o espaço está aberto para apoiar a cultura na cidade e a luta é por manter o espaço sempre ativo. “A gente gosta de ver o espaço assim, lotando e dando espaço e palco para os artistas da terra, porque acreditamos que esse é o nosso papel social que queremos sempre cumprir”, afirma.

O artista

Helinho Gomes, nasceu em acopiara, em 8 de maio e tem 28 anos. Formado em música pela Universidade Estadual do Ceará, UECE, Helinho atuou na licenciatura de educação musical tanto em Acopiara quanto em Iguatu. A arte em sua vida vem desde cedo, quando se apresentava em eventos escolares, e em 2011, juntamente com outros professores da Escola de Música Popular Humberto Teixeira, formou a Banda Ingroove, com um estilo que reunia as preferências e estilos musicais dos integrantes, com apresenações misturando interpretações e trabalho autoral. Além de cantor, compositor, Helinho também é multiinstrumentista e produtor cultural e musical, tendo produzido discos de outros músicos e grupos da cidade. O artista também tem parcerias em trabalhos como o do disco mais recente da Banda Rasttah e de outros artistas independentes da cidade.

O Galpão das Artes

Quem também foi convidado a participar, claramente emocionado, foi Leo Lima, músico e professor e também parceiro de Helinho em muitas composições.
Quem também foi convidado a participar, claramente emocionado, foi Leo Lima, músico e professor e também parceiro de Helinho em muitas composições.

O Galpão da Companhia Ortaet é a sede da companhia e recebe regularmente programações artísticas e culturais, como shows e espetáculos teatrais. O espaço é mantido graças à bilheteria de espetáculos. Ao longo do tempo foi feito um trabalho intenso de formação de platéia por meio das redes sociais e de ações culturais. Por conta disso atualmente os espetáculos costumam lotar o espaço. O mobiliário, a pintura e outros detalhes foram feitos por integrantes do grupo por meio de trabalho voluntário e apoio de amigos.