Até o próximo dia 31, os produtores cearenses terão que vacinar o rebanho contra a febre aftosa. Alerta a Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Ceará (Adagri), órgão vinculado à Secretaria da Agricultura, Pesca e Aquicultura (Seapa). Quem não vacinar o rebanho será identificado pelo sistema da Adagri) e será aplicada a multa, corresponde a R$ 17 por animal não vacinado.

Neste ano a Agência mudou a estratégia da campanha. Na primeira etapa serão vacinados todos os bovinos e bubalinos e, na segunda etapa, que acontecerá em novembro, somente os animais de até 24 meses de idade serão vacinados. A vacina já está disponível nas revendas de produtos de uso veterinário.

O rebanho no Estado conta com cerca de 2,5 milhões de bovinos e, em agosto de 2013, o Ceará recebeu o reconhecimento nacional de área livre de febre aftosa com vacinação pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e o reconhecimento internacional pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE), em maio de 2014. Este status permite ao Ceará negociar carne bovina e derivados com unidades federativas e com outros países.

Blog Eliomar de Lima