FAJI certifica novos jovens para o mercado de trabalho com o Curso de Barbeiro

Nessa noite de quinta-feira, 04, a Fundação de Apoio ao Jovem de Iguatu (FAJI) realizou a cerimônia de entrega dos certificados dos concludentes do Curso de Barbeiro promovido pela própria instituição numa parceria com o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente e Prefeitura Municipal de Iguatu.

A solenidade aconteceu nas dependências do Sindicato dos Comerciários de Iguatu e contou a presença da presidente da FAJI, Fátima Sobreira, do empresário e idealizador da Fundação, José de Sá Vilaroura, do Auxiliar Administrativo, Greitonyles Gouveia, do diretor da Rádio Mais FM, Paulinho Neto, do instrutor do curso, Iramar Gonzaga, alguns parceiros da FAJI e familiares dos alunos.

Anúncios

O curso profissionalizante teve seu início ainda em 2019 com suas aulas teóricas proferidas a mais de 20 jovens inscritos. Com a chegada da pandemia de Covid-19, houve um período de paralização do processo de ensino, tendo sua retomada somente em 2021 após a liberação do decreto para aulas práticas. Com isso e diante das muitas dificuldades enfrentadas pela população vulnerável na cidade de Iguatu, muitos desistiram da oferta e seguiram para a sobrevivência no mercado formal ou informal em outra profissão. Contudo, assim como em outras instituições de ensino profissionalizante, alguns persistiram apesar dos obstáculos e conseguiram a devida conclusão. Assim foram os 06 jovens que receberam o certificado de Barbeiro em mais um curso desenvolvido pela FAJI oferecido de forma gratuita aos jovens desta cidade.

Além dos conteúdos referentes à profissão, os alunos receberam orientações de cidadania, humanidade e voluntariado. Como parte da grade especifica da profissão, os jovens saem com noções de corte de cabelo masculino, corte e cuidados com a barba, tratamentos da face do homem, dentre outros.

Artigo anteriorMarília Mendonça morre em queda de avião em Minas Gerais
Próximo artigoBebê cearense nasce com cauda humana de 12 cm no Hospital Albert Sabin, em Fortaleza