A zona rural de Iguatu vem registrando boas precipitações desde o último mês de fevereiro; como a que ocorreu mais uma vez ontem FOTO: HONÓRIO BARBOSA

A zona rural de Iguatu vem registrando boas precipitações desde o último mês de fevereiro; como a que ocorreu mais uma vez ontem FOTO: HONÓRIO BARBOSA
A zona rural de Iguatu vem registrando boas precipitações desde o último mês de fevereiro; como a que ocorreu mais uma vez ontem FOTO: HONÓRIO BARBOSA
Voltou a chover em todas as regiões do Ceará. A Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) registrou, das 7 horas da manhã de domingo às 7 horas da manhã de ontem, precipitações em 148 municípios (dados extraídos às 13h30). A maior ocorreu em Fortaleza (Posto Castelão): 100.8 mm; seguida por Lavras Da Mangabeira (Posto Iborepi): 90.0 mm. Ainda em Fortaleza, foram registrados 80 mm no Posto Fundação Maria Nilva Alves, na Água Fria. Em Maranguape, foram 74.8 mm. Essas chuvas vêm trazendo esperança ao sertanejo, que está no campo fazendo o cultivo das culturas tradicionais de milho e feijão.

 

Chuva volta a atrapalhar o trânsito e gera alagamentos

De acordo com a Funceme, “o Ceará hoje deverá permanecer sob a influência de áreas de instabilidade. Por isso, ao longo do dia, o céu deverá ficar com nebulosidade variável e com chuva na maioria das regiões. No sul do Estado, possibilidade de chuva”. Já para amanhã, “as condições atmosféricas deverão ficar favoráveis à ocorrência de precipitações sobre o setor norte do Nordeste (NE) brasileiro. Por isso, o Ceará deverá ficar com nebulosidade variável e com chuvas isoladas no centro-norte, principalmente entre a madrugada e manhã. Nas demais regiões cearenses, nebulosidade variável com possibilidade de chuvas no decorrer do dia.

Os agricultores esperam que as chuvas permaneçam ao longo deste mês de março e a expectativa é para o próximo dia 19, quando transcorre a celebração do padroeiro do Estado, São José. “Se chover neste dia, teremos, com certeza, um bom inverno”, acredita a presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Iguatu, Natália Feitosa.

Abaixo da média

No que pese as últimas precipitações, o prognóstico da Funceme, anunciado no dia 20 de fevereiro último, é de que tenhamos, até maio próximo, chuvas abaixo da média histórica o que, se confirmado, configuraria o quarto ano seguido de estiagem no Estado do Ceará.

Fonte: Diário do Nordeste