(Foto: Divulgação)

Depois das fortes chuvas que voltaram a assolar Petrópolis, na região serrana do estado do Rio de Janeiro, equipes da Defesa Civil e do Corpo de Bombeiros continuam as buscas por desaparecidos. Até o momento, há o registro de quatro pessoas desaparecidas e 31 resgatadas com vida.

Os deslizamentos provocados pelo temporal de ontem (20) à tarde resultaram em cinco mortes. Duas no Morro da Oficina, duas na Rua Washington Luiz e uma no bairro Valparaíso.

Equipes da Secretaria de Estado de Defesa Civil do Rio e do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio de Janeiro (CBMERJ) permanecem mobilizadas para prevenir e minimizar os efeitos da chuva. Cerca de 150 militares atuam com apoio das unidades especializadas, incluindo as equipes do Grupamento de Busca e Salvamento, Socorro Florestal e Meio Ambiente, com suporte dos cães farejadores da corporação.

Nas últimas 24 horas, o acumulado pluviométrico atingiu 534,6 milímetros de chuva e a secretaria mantém o alerta geológico para alto risco de deslizamentos, em especial, para as áreas do 1º Distrito. Segundo a Defesa Civil, foram registradas 126 ocorrências, 107 por escorregamentos. “Todas as equipes da Defesa Civil estão empenhadas no atendimento aos chamados de emergência e suporte ao Corpo de Bombeiros nas ações de resgate a vítimas”, informou.

A preocupação com o tempo no município permanece porque a previsão para as próximas horas ainda é de chuva moderada a fraca.

Em caso de emergência, a população deve ligar para o 193 do Corpo de Bombeiros e 199 da Defesa Civil.

Fonte: Agência Brasil