(Foto: Reprodução)

Um suposto esquema de desvio de veículos de propriedade do Governo do Ceará é investigado pela Polícia Civil. As autoridades se depararam com casos recentes de furto e receptação de automóveis, que estavam no pátio da Secretaria das Cidades, no Cambeba, prontos para irem a leilão público.

Duas Hilux foram furtadas do pátio e levadas a um desmanche, para serem adulteradas e posteriormente vendidas, conforme as investigações. A suspeita da Polícia Civil é de que empresários e, pelo menos, um servidor público lotado na Pasta estejam diretamente envolvidos na ação, já considerada pelos investigadores como uma organização criminosa.

Nessa quarta-feira (27), dois homens foram presos em flagrante. Thiago Silva Nunes, empresário do ramo do gesso, e Denis Vinícius Rodrigues Xavier, proprietário de uma sucata, em Fortaleza. Outros nomes são investigados pela Polícia Civil, incluindo o de um servidor público, que seria responsável por escolher os veículos e negociar valores na venda paralela dos carros.

Após a publicação da matéria, o servidor público, identificado como João Paulo Pontes Vieira, também foi preso, por força de mandado de prisão temporária. Um mandado de busca e apreensão também foi cumprido contra ele. As ordens judiciais foram expedidas pela Vara de Delitos de Organização Criminosa.

A Delegacia de Roubos e Furtos de Veículos e Cargas (DRFVC) é responsável pela investigação. A reportagem apurou que a Polícia suspeita “de mais servidores envolvidos”.

Fonte: Diário do Nordeste