Equipes da Polícia Militar, Civil e duas equipes da Polícia Federal farão a segurança do pleito em Iguatu (Foto Thiedo Henrique/Mais FM)

Mais de 10 mil policiais militares vão trabalhar na segurança no 1º turno das eleições no Ceará, dos quais 7.287 em trabalho de reforço. De acordo com o Tribunal Regional Eleitoral no Ceará (TRE-CE) haverá, pelo menos, um oficial da PM em cada um dos municípios cearenses. Em Iguatu, o comando ficará por conta de tenente-coronel da PM Clairton.

O juizado e a promotoria da 13º Zona Eleitoral, que inclui os municípios de Iguatu, Quixelô e Cedro junto à Polícia Civil, Militar e Federal, já traçaram o plano de segurança para o dia de eleição. O efetivo que trabalhará no interior já se desloucou para as cidades desde a quarta-feira, 03. A Operação Eleições teve início das 18h de ontem (sexta-feira, 5 de outubro), e seguirá até 7h de segunda-feira (8). “A polícia está diligente e atenta aos eventuais delitos que possam ocorrer de cunho eleitoral ou comum. Qualquer tipo de ato ilícito nos fará agir preventivamente e ostensivamente. Vamos aumentar o alcance dos nossos olhos com a presença do efetivo vindo da capital”, disse o tenente-coronel Clairton.

70 homens

O juiz eleitoral de Iguatu, Ramonilson Carneiro Bezerra, confirmou que a região conta com reforço de 70 homens da Polícia Militar. “Recebemos um incremento significativo na segurança visando ao trabalho de votação e reforçar o bom trabalho que já vem sendo feito”, disse.

Militares de folga do 10º Batalhão de Polícia Militar, que abrange 14 municípios, também serão convocados para compor a segurança do pleito. “O eleitor tem que ter a tranquilidade para exercer seu direito e dever de cidadão. Haverá segurança para todos os municípios”, garantiu o juiz.

Polícia Federal

Duas equipes da Polícia Federal terão o objetivo de dar apoio à Justiça Eleitoral e aos demais integrantes do sistema de segurança pública para agilizar investigação de possíveis infrações penais eleitorais nos três municípios. “Há um planejamento operacional de maneira velada para coibir eventuais crimes eleitorais. Incube a polícia federal a apurar os crimes eleitorais na seara policial. Vale ressaltar que a PF é Polícia Judiciária Eleitoral”, afirmou.

Lei Seca

O TRE-CE anunciou que neste domingo, 7, será proibida a venda e consumo de bebidas alcoólicas em bares, restaurantes, mercantis, estabelecimentos congêneres e demais locais abertos ao público no município de Fortaleza, e mais 33 municípios. O juiz eleitoral da 13ª Zona Eleitoral assinou portaria determinando a proibição de venda de bebidas alcoólicas.

A proibição começa à 0 hora de domingo e vai até as 18 horas. A decisão partiu da juíza diretora do Fórum Eleitoral de Fortaleza, Alda Maria Holanda Leite, e mais 16 juízes eleitorais. Quem for pego alcoolizado no período da proibição será autuado por crime de desobediência. A portaria prevê aplicação também no próximo dia 28 deste mês em caso de realização de segundo turno. Neste ano, não houve uma portaria geral da Secretaria de Segurança Pública estabelecendo a chamada ‘lei seca’ para todo o Estado, no dia das eleições. A proibição tem por objetivo manter a segurança pública.