Periquitos do sertão, aves ameaçadas de extinção, foram apreendidos. Fotos: VC Repórter

O produtor rural, Severino Vítor do Nascimento, 48 anos, foi preso, no sítio Jatobá, zona rural de Cedro, na região Centro-Sul do Ceará, acusado de prática de crime ambiental e posse de arma de fogo, sem registro.

Policiais da Companhia de Policiamento Ambiental, por volta das 17 horas, desta quinta-feira, 8, apreenderam na casa do acusado, três periquitos do sertão (ameaçados de extinção), 14 outras aves – azulão, sabiá laranjeira, galo campina e cabocolino, além de uma espingarda de fabricação artesanal, uma espingarda calibre 32 e um revólver calibre 38 e sete cartuchos intactos.

Por não possuir registro das armas de fogo, o acusado foi preso em flagrante e conduzido para a Delegacia Regional de Polícia Civil de Iguatu, onde foi lavrado flagrante por infração ao artigo 12 do Estatuto do Desarmamento e por prática de crime ambiental.

Os pássaros foram encaminhados para o escritório regional do Ibama em Iguatu. De acordo com o chefe do escritório do Ibama, em Iguatu, Fábio Bandeira, as aves serão levadas para soltura em uma área protegida no município de Cariús, onde dispõe de água e alimentação natural.

Fonte: Diário Centro Sul