A aprovação da vacina contra dengue pela Anvisa, foi publicada, nesta segunda-feira. A vacina Dengvaxia foi produzida pela Sanofi-Aventis Farmacêutica e foi registrada como produto biológico novo. Mesmo com a aprovação, o medicamento ainda precisa passar pela Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos para definir o valor de cada dose, o que dura em média três meses, porém não tem prazo máximo.

É importante lembrar que mesmo a dengue sendo transmitida pelo mosquito aedes aegypt, assim como a chikungunya e zika, a vacina protege apenas contra a dengue. Inicialmente, as doses vão ser disponibilizadas para a rede particular de laboratórios. Para validar a vacina, a Anvisa observou a comprovação da qualidade, segurança e eficácia do produto.

As doses da vacina seguem a seguinte indicação terapêutica: prevenção da dengue causadas pelos sorotipos um, dois, três e quatro em indivíduos dos nove aos 45 anos. Ainda não há comprovação de segurança da vacina para crianças menores de nove anos, principalmente na faixa etária de dois a cinco anos, assim como para os brasileiros que têm acima de 45 anos.

O esquema de vacinação vai ser realizado com um intervalo de seis meses entre cada dose. De acordo com a Anvisa, a vacina apresentou eficácia global de 65 e meio por cento na população acima de nove anos de idade.