Noticias

Mulher foi conduzida à delegacia após levar um idoso morto em uma cadeira de rodas para tentar obter um empréstimo de R$ 17 mil

Published

on

Em uma situação inacreditável, uma mulher foi conduzida à delegacia após levar um idoso morto em uma cadeira de rodas para tentar obter um empréstimo de R$ 17 mil em uma agência bancária do Itaú, localizada em Bangu, na zona oeste do Rio de Janeiro. Érika de Souza Vieira Nunes afirmou ser sobrinha e cuidadora de Paulo Roberto Braga, de 68 anos.

No vídeo gravado pelas funcionárias da agência bancária, é possível ver Érika tentando manter a cabeça do homem reta, usando a mão, enquanto tentava forçar uma assinatura. Ela levantava a cabeça do homem morto, que obviamente não se sustentava. As funcionárias do banco desconfiaram da situação e chamaram o Samu, que constatou a morte. O homem na cadeira de rodas estava morto há algumas horas, e a polícia investiga o caso para entender se outras pessoas a ajudaram a cometer os crimes e busca imagens de segurança.

O corpo foi levado para o IML. O delegado responsável pelo caso ainda está estudando como enquadrar essa situação bizarra. O corpo do idoso que foi levado – já morto – vai passar por um exame toxicológico, como parte do trabalho investigativo da polícia.

EM ALTA

Sair da versão mobile