Cá estou eu aqui de novo a me justificar por causa de nova prolongada ausência. Isso é só para que vocês tenham uma vaga ideia do estrago que foi feito nos neurônios, no agir e no pensar daqueles que se dizem de esquerda após a passagem do furacão BOLSONARO e sua fixação no cenário político nacional após as eleições majoritárias deste país. Tenho a crença de que pelo menos um aprendizado ficou: “não tenho competência e nem conhecimento científico necessário para me firmar enquanto um Analista Político sério e que tenha importantes contribuições a oferecer às cidadãs e aos cidadãos que leem esta coluna!”.

Falta de tentativas reconheço que não foi. Contudo, é a velha história: “tentar é a mesma coisa de não fazer!” e, venhamos e convenhamos, posso até ter feito as, não consigo dar continuidade. Uma ultima tentativa para prorrogar a minha vida útil enquanto politólogo fiz neste último final de semana passado. Tive a honra e o prazer de participar em Recife do Encontro Nordeste do Sindicato SINASEFE. Afora o descanso notório (vez enquanto, se afastar da nossa cidade é benéfico), consegui perceber que alguns posicionamentos que já deixei aqui registrados são comuns às lideranças sindicais dos meus pares.

Percebi por que então não estou conseguindo produzir semanalmente nossas conversas. Foi preciso uma liderança sindical de um outro Estado dom Nordeste do Brasil expor a congruência do seu pensar com o meu. Eis sua fala: “Falar, conjecturar ou qualquer outra coisa que queiram dizer a respeito do futuro Governo Bolsonaro, é pura e simples perda de tempo, pois não temos a menor ideia do que será, do que virá”. Regozijei !!! Pois não é isso mesmo ??? Há alguns dias conversava em particular com algumas pessoas e sentenciei: “Trata-se de uma CAIXA DE PANDORA, PRESENTE DE GREGO ou CAVALO DE TRÓIA o futuro governo; só saberemos o que de lá sairá, quando (por ventura), lá chegar !!!”.

As idas e vindas; as ordens e contra ordens; os desmentidos e os desencontros que seguidamente acontecem dentro da famosa Equipe de Transição, só nos induzem a espalhar as famosas FAKES, nos obrigando insistentemente a desdizer o que foi dito. Mas uma coisa eu já observei. O futuro Presidente da República Federativa do Brasil, cônscio da História passada, não quer se tornar um segundo Tancredo Neves. A prova é que ele já anunciou que só vai se submeter a uma nova intervenção cirúrgica após a sua posse. Certamente ele não quer correr o risco de ser vítima de uma Infecção hospitalar, obrigando-o a ceder a vez para o seu vice.

Ninguém nunca sabe quais são as tramas e as intenções da incógnita MAFIA BRASILIANA. Vai que um novo GOLPE esteja sendo tramado ??? É melhor tirar-se da reta !!! Por outro lado, minhas lideranças sindicais também expressaram outro pensamento que eu já havia confessado a alguns e que afirmei que ia tomar para mim a ousadia de cunhar: A ESQUERDA ATRASADA !!! Não foi outra a expressão utilizada. Contudo veio o complemento: “afastaram-se das bases! Atolam-se nas verborragias alucinógenas, com um palavreado difícil e que ninguém entende! Temos que nos desentrincheirar! Sair de detrás dos muros, encontrar com as massas!”.

Como se pode observar, a análise de conjuntura feita por inúmeras respeitadas lideranças sindicais do SINASEFE (Sindicato Nacional dos Servidores da Educação Federal) no Encontro Nordeste corroboram e reafirmam o meu pensar a respeito de tudo que aconteceu nas Eleições deste ano. O “DEVER DE CASA” não foi feito. A vivência e a convivência na luta e com a luta não foi considerada. O processo de cooptação com a Elite do Atraso da Direita (em nome de uma suposta governabilidade) foi um tiro de saiu pela culatra e atingiu a Esquerda Atrasada de forma fatal! Combalidos, estamos todos sem rumo e nem prumo. Resta agora buscar uma sobrevida!

Embora as expectativas sejam de um cenário sombrio, ainda quero crer que os tempos são outros. Mesmo a voraz necessidade de destruição da esquerda neste país, não me faz crer que haverá um recrudescimento ditatorial !!! Não nos esqueçamos que a Máfia Brasiliana tem poder e não vai abrir mão do seu quinhão. A menos que haja cooptação entre eles. Não consigo me convencer ainda de que teremos tempos sombrios em que as lideranças eram mortas e os Encontros invadidos. Em relação ao futuro, repito meu pensamento: “Nada a Declarar !!!”.