A prática de furto de cabos tem crescido de acordo com dados da Enel Distribuição Ceará, os quais apontam que, entre 2018 e 2020, houve um aumento de mais de 200% no número de cabos furtados em Fortaleza e na Região Metropolitana. A média de crescimento é de 78% ao ano. Em relação à quantidade, o número total se aproxima dos 200 km, quase a distância de Fortaleza ao município de Icapuí, já divisa com o Rio Grande do Norte. Os dados são registrados pela distribuidora a partir de ocorrências no sistema.

De acordo com o balanço anual de registros, em 2018 foram contabilizados furtos de aproximadamente 37 km de rede. Em 2019, o número subiu para 51 km, e, fechando o ano de 2020, os dados somam mais de 110 km de rede furtados.

Em Fortaleza, os bairros mais afetados já em 2021 são Fátima, Sabiaguaba, Montese, Centro, Cidade dos Funcionários, José de Alencar, Antonio Bezerra, Mondubim, Parque Santo Amaro e Papicu, totalizando 5,8 km de rede furtados. Já na Região Metropolitana, localidades como Cascavel, Beberibe, Pindoretama, Paripueira, Taíba, Mangabeira, Iguape, Sítios Novos, Caucaia e Praia das Fontes são as mais afetadas, com furto de mais de 19 km de rede.

Riscos e ações

Além de afetar diretamente a qualidade do fornecimento de energia, o furto de cabos representa um risco para a população de modo geral, mas principalmente para aqueles que manipulam a rede. Ao se aproximar dos cabos, a pessoa pode gerar ocorrências na rede elétrica, causando prejuízos a inúmeros clientes, mas, sobretudo, representa um risco de descarga elétrica, que pode ser fatal.

Para alertar a população sobre o tema e diminuir a quantidade de furtos na rede, a Enel Distribuição Ceará tem trabalhado em diversas ações em campo, fazendo monitoramento, visitas a sucatas em todo o estado e operações com o apoio das polícias Civil e Militar. Em 2020, foram realizadas mais de 110 ações. O papel da população no fortalecimento desse combate também importante, uma vez que qualquer cliente pode fazer denúncias sobre furtos e ocorrências na rede por meio da Central de Atendimento, no telefone 0800.285.0196 ou até pelas redes sociais – Facebook (facebook.com/enelclientesbr) e Twitter (@enelclientesbr).

Além de afetar a população, os danos causados pelo furto de estruturas da rede elétrica atingem o meio ambiente. Isso porque também são roubados transformadores. Como esses equipamentos são retirados sem os devidos cuidados técnicos, a ação provoca derramamento de óleo mineral, com a possibilidade de contaminação do solo, da vegetação e do lençol freático.