Um eleitor foi preso neste domingo(31) após filmar o próprio voto na Escola Carlos Jereissati, no Bairro Sinhá Sabóia, em Sobral. A prisão foi confirmada pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE).

Segundo informações dadas ao JJ, o mesário percebeu que o eleitor estava demorando a votar e abordou o infrator. O caso está a cargo da Polícia Federal.

De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), é proibida a utilização de qualquer aparelho que possa comprometer o sigilo do voto, entre eles: telefone celular, tablets, rádio comunicadores e câmeras.

Fonte: Jornal Jangadeiro