Delegado da PF que investigou PCC vai apurar facada em Bolsonaro

A Polícia Federal escolheu o delegado Martin Bottaro Purper para dar continuidade às investigações sobre o atentado contra o presidente Jair Bolsonaro que ocorreu em Juiz de Fora (MG), nas eleições de 2018. A reabertura do caso foi determinada pelo Tribunal Regional Federal da 1ª Região, em novembro do ano passado, a pedido da defesa do presidente.

Martin Purper atua há 17 anos na corporação e foi o responsável por investigar o PCC (Primeiro Comando da Capital). Agora, ele deverá coletar evidências para saber se Adélio Bispo de Oliveira, autor da facada em Bolsonaro, agiu sozinho ou se atuou a mando de alguém.

Anúncio