O Centro de Hematologia e Hemoterapia do Ceará (Hemoce) se prepara para implementar uma terapia celular inovadora para a remissão do câncer de sangue. Na América Latina, apenas São Paulo e agora Fortaleza possuem o tratamento gratuito disponível.

A expectativa é de que a etapa experimental, a ser ofertada na rede pública de saúde cearense, já inicie em 2023. A tecnologia, chamada de “CAR-T Cell”, obteve resultados promissores em pacientes em estágio terminal mundo afora.

Recentemente, o método ficou conhecido após o caso da menina Letícia Maria Neves, de 12 anos.

A adolescente morreu em decorrência de um câncer raro, em outubro deste ano, enquanto a família tentava arrecadar recursos para custear esse tratamento nos Estados Unidos.

Fonte: Diário do Nordeste