Por várias vezes a reportagem da Rádio Mais FM foi procurada para atender as reclamações de alguns moradores do Bairro Altiplano. Um bairro com moradias confortáveis, mas que apresenta sérios problemas de infraestrutura, iluminação pública, coleta de lixo, entrega de correspondências, insegurança, falta de locais de lazer, ausência de um posto de saúde no próprio bairro, entre outros já mencionados algumas vezes em nossos programas jornalísticos.

A Sra. Iara Mônica é moradora de lá há 8 anos e não se mostrou satisfeita com os serviços públicos oferecidos até agora: “A gente até já sofreu mais com a questão da iluminação por conta que a maioria das ruas não tinha, os próprios moradores se reuniram e foram colocando as luzes nos postes porque a Coelce não disponibilizava”. Ela também se preocupa com a creche que foi recentemente inaugurada, mas que não está atendendo conforme prometido, pois o berçário não está recebendo as crianças por falta de profissionais na instituição.

A moradora informou que existem algumas pessoas que não tem a educação de colocar seu lixo doméstico em sacolas ou sacos reforçados nos locais adequados, e acabam despejando em terrenos baldios atraindo alguns animais como cachorros, insetos e causando acúmulo de sujeira e risco de doenças.

Quando fomos visitar a localidade observamos que havia muita areia, pedras e buracos nas ruas o que torna o trabalho nada fácil dependendo do transporte que se usa.
Um fator relevante é o número de assaltos e pequenos furtos ocorridos recentemente naquela localidade. Existem rumores de grupos armados e envolvimento de menores que vem de outros bairros.

O comerciante Alan Batista foi alvo de assalto poucos dias atrás e disse que mantém seu negócio com a sensação de insegurança: “Tá com 8 anos já que trabalho com mercantil, foi um dos primeiros e nunca teve uma situação de assalto. A Padaria já foi roubada umas três vezes, e no sábado, que foi o dia do meu assalto, assaltaram lá também”. No caso citado foi uma ação de uma dupla armada.

Segundo informações dos moradores a insegurança no Altiplano tem se agravado nos últimos seis meses, pois nesse período o policiamento vem sendo reduzido. Inclusive foi citado o fato de que um policial residia lá e havia um maior fluxo de viaturas, o que para eles causava a certeza da vigilância rotineira.

A Associação de Moradores tem sua presidente a Sra. Vania Gomes, e segundo a mesma as melhorias encontradas hoje são frutos do esforço de um grupo de pessoas que foi reivindicar alguns serviços básicos. No entanto, a associação está em inatividade pela falta de participação dos moradores.

Alguns equipamentos importantes são solicitados por ela: “Queremos que seja colocado um campo de futebol para que possamos ter os nossos menores ocupando as suas mentes no esporte… gostaríamos de pedir aos nossos representantes mais para os nossos velhos, as pessoas jovens que não tem um local para um momento de lazer”.

A unidade de saúde básica do bairro altiplano passou alguns meses funcionando dentro da comunidade, posteriormente os moradores passaram a ser atendidos no PSF do Cocobó.
Quanto ao recebimento de correspondências, os moradores ainda não são plenamente contemplados, pois as pessoas de lá usam os endereços de amigos em outros bairros ou vão à sede dos correios, o que segundo eles dificulta muito a rapidez na entrega pela distância.

Está sendo organizada uma equipe que deverá ir à Câmara Municipal para mais uma vez apontar essas problemáticas.

Até o fechamento desta reportagem não obtivemos respostas do Poder Público Municipal.