Bolsonaristas que participam de atos golpistas em Brasília incendiaram veículos na noite de ontem e, segundo a PM do Distrito Federal, tentaram invadir a sede da Polícia Federal. Eles estariam protestando contra a prisão, determinada pelo ministro do STF Alexandre de Moraes a pedido da Procuradoria Geral da República, do pastor evangélico indígena José Acácio Serere Xavante, acusado de fazer ameaças violentas ao presidente eleito Lula. Por precaução, a tropa de choque da PM reforçou a segurança do hotel onde o presidente eleito está hospedado.

Horas depois da arruaça , o ministro da Justiça, Anderson Torres, limitou-se a um tuíte dizendo que manteve “estreito contato” com o governo do DF para conter a violência e afirmando que a situação estava se normalizando. Já seu futuro sucessor, Flávio Dino, deu uma entrevista coletiva garantindo que Lula estava em segurança e afirmando que os criminosos seriam responsabilizados e punidos.

 

By Luís Sucupira

Jornalista - MTE3951/CE