(Foto: Reprodução)

A Petrobras anunciou nesta quinta-feira (2) a alta de 11% no querosene de aviação (QAV) em relação aos preços praticados em maio. De acordo com a Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear), o reajuste se soma a uma série de aumento de custos enfrentados pelo setor, o que pode levar a um repasse aos consumidores nas passagens aéreas.

Levantamento realizado pela agência calcula que o QAV já acumula alta de 64,3% em 2022. O combustível representa cerca de um terço dos custos das empresas de aviação.

A Abear ainda afirma que o preço da querosene de aviação no Brasil chega a ser 40% superior em comparação com a média global.

Fonte: Diário do Nordeste

DIALOGO MAIS – 28 DE JUNHO DIA DO ORGULHO GAY