(Foto: Reprodução)

A mulher que foi presa por racismo contra os filhos de Giovanna Ewbank e Bruno Gagliasso, neste sábado, 30, em Portugal, já foi liberada pelas autoridades. A informação é do jornal português Público, que afirmou que a suspeita estava alcoolizada e ofendeu os agentes da Guarda Nacional Republicana (GNR).

O vídeo da atriz defendendo os filhos Titi e Bless circulou pelas redes sociais e se tornou um dos assuntos mais comentados do Twitter deste domingo, 31. Na publicação, é possível ouvir Ewbank chamando a mulher de “racista nojenta”.

Ainda segundo a reportagem, a assessoria de comunicação da GNR informou que pessoas que estavam no local, na Costa da Caparica, confirmam os ataques denunciados pelo casal. A mulher teria dito para “tirar aqueles pretos imundos dali”, referindo-se aos filhos de Ewbank e Gagliasso.

Em entrevista ao jornal O Globo, Giovanna desabafou: “Vamos passar por cima dos racistas”. Por meio de nota, o casal afirmou que prestará queixa formalmente contra a mulher que desferiu ofensas racistas contra Titi e Bless.

Fonte: Terra

DIÁLOGO MAIS – O Bullying e sua consequências