Foto: Divulgação
Mais preocupação para o Governo do Estado na área de segurança pública. Uma nova pesquisa, divulgada, nesta terça-feira, pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública, mostra Fortaleza como 9ª Capital brasileira em que os jovens são mais vulneráveis à criminalidade.

Outro levantamento, divulgado por uma ONG do México, apontou Fortaleza como 13ª capital – entre 50 metrópoles pesquisadas, em número de homicídios. A ONG Fórum Brasileiro de Segurança Pública faz pesquisa sobre o Índice de Vulnerabilidade Juvenil à Violência (IVJ-Violência).

O Rio de Janeiro, de acordo com a pesquisa, é a capital brasileira que mais reduziu a vulnerabilidade juvenil à violência, enquanto São Paulo é a capital onde os jovens são, proporcionalmente, menos vulneráveis. A pesquisa abrange os municípios brasileiros com mais de 100 mil habitantes.

VEJA O RANKING DAS CAPITAIS CUJOS JOVENS ESTÃO MAIS EXPOSTOS À VIOLÊNCIA

1º Maceió (AL) 12ª posição
2º Porto Alegre (RS) 53ª posição
3º Boa Vista (RR) 54ª posição
4º Macapá (AP) 56ª posição
5º João Pessoa (PB) 58ª posição
6º Porto Velho (RO) 64ª posição
7º Salvador (BA) 65ª posição
8º Cuiabá (MT) 75ª posição
9º Fortaleza (CE) 80ª posição
10º Belém (PA) 83ª posição

A capital brasileira cujos jovens estão mais expostos à violência é Maceió (AL), que ocupa a 12ª posição. A cidade menos vulnerável à violência juvenil no país é Pouso Alegre, em Minas Gerais.

O índice considerou as taxas de violência a que os jovens de 12 a 29 anos de idade estão expostos: homicídios e mortalidade no trânsito, pobreza, desigualdade socioeconômica, frequência dos jovens nas escolas e o acesso ao mercado de trabalho.
Fonte: CearáAgora