Estabelecer protocolos padronizados e práticas planejadas de combate a incêndio em edificações verticais são alguns dos fatores que garantem o sucesso e a eficácia das tomadas de decisões no cenário operacional do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Ceará. Mas para que estes procedimentos sejam aplicados de forma precisa e segura, os alunos do Curso Básico de Combate a Incêndio Urbano (CBCIU) participaram em Iguatu de aulas práticas de passagem de porta e ventilação hidráulica.

Promovido pela Academia Estadual de Segurança Pública do Ceará (Aesp/CE), a 17ª turma do curso por duas semanas realizou diversas atividades no quartel da 1ª Cia/4ºBBM, na cidade de Iguatu (AIS 21), sob a coordenação do tenente-coronel BM Nijair Araújo Pinto.

O curso incluiu bombeiros militares de outros três quartéis: Canindé, Limoeiro do Norte e Quixeramobim.  A formação ocorreu nesta sexta-feira, 24.

Durante as atividades, ocorreram simulações de defesa em dupla diante da passagem de um fogo localizado a um fogo generalizado (flashover) e abordagens de ambiente com passagem de porta. Na ocasião, antes de entrarem no local do sinistro, eles analisaram o grau de evolução do fogo dentro do compartimento, levando em conta a cor da fumaça, as condições físicas da porta e a oleosidade nos vidros da janela.

A capacitação, de 100 horas/aula, foi ministrada por uma equipe de profissionais experientes em debelar incêndios urbanos e aborda assuntos que trabalham a dinâmica do incêndio como: combate defensivo, equipamentos de proteção de combate a incêndio, técnicas auxiliares no combate a incêndio. “Aqui saíram homens preparados para busca e salvamento em incêndios, estratégia e tática no combate a incêndio, simulados com exercícios de fogo real e em edificações verticais, dentre outros assuntos que qualificam o bombeiro no emprego de técnicas de combate a incêndio ofensivo”, disse Nijair Araújo.