(Foto: Reprodução)

A área inaugurada na ZPE do Estado é de 1.911 hectares e os 12 projetos já em andamento para exploração do H2V abarcam 1 mil hectares do setor 2.

Como a nova área possui 1.911 hectares, as empresas com foco na geração do H2V já contemplam 52% do setor inaugurado.

O evento ocorreu na manhã desta terça-feira, 16 de novembro, nos limites dos municípios de São Gonçalo do Amarante e Caucaia, região metropolitana da Capital. “O estado está preparando toda infraestrutura, toda logística que exige uma ZPE, de controle de câmeras, de segurança, de energia, água, para que a gente possa implantar novos empreendimentos”, destacou o líder do Executivo cearense.

Camilo reforça ainda que a grande aposta de desenvolvimento do Estado para o futuro a médio e longo prazo são os projetos de hidrogênio verde. Conforme as projeções do governador, serão necessários 10 milhões de metros quadrados para alocar todos os projetos de exploração de hidrogênio verde previstos para o Ceará.

Apesar disso, o gestor estadual destaca que o setor II da ZPE do Pecém é “flexível” e que poderá receber qualquer tipo de empreendimento, sem restrição de área para construção. “Temos ainda todo o setor mineral, o pessoal de pedras ornamentais que já algum tempo estamos firmando acordos e que são grandes exportadores, que muitas vezes pegam a matéria prima aqui no Ceará, leva pro Sul e Sudeste e exporta para os Estados Unidos ou Europa”, complementa.

Fonte: O Povo