Foto:Divulgação
“Quantidade se revela de baixa qualidade qualidade”, diz presidente da OAB sobre baixo índice de aprovação no exame.

O Ceará teve aprovação de 15,5% no exame da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). Os dados divulgados nesta segunda-feira (1º) são referentes ao IX exame da ordem, cuja prova da segunda fase foi aplicada no dia 24 de fevereiro deste ano.

O índice fica acima da média nacional, de 10,3%, mas ainda é considerado baixo. “O exame de ordem tem se mostrado importante na avaliação do ensino jurídico do Brasil, mas a última prova teve o menor índice da história”, conta o presidente da OAB no Ceará, Valdetário Monteiro.

No estado, dos 3.446 inscritos, 533 foram aprovados. De acordo com a OAB, 426 pessoas foram aprovadas em Fortaleza, 66 em Juazeiro do Norte e 41 em Sobral. Já em todo o Brasil, foram 11.820 aprovações, representando o menor percentual desde 2010, quando o exame se tornou unificado.

“O índice revela dois pontos: a baixa qualidade do ensino jurídico e o alto número de alunos e de bacharéis que estão repetindo a prova”, diz Monteiro.

Segundo ele, a reprovação acontece não só na advocacia, mas em todas as carreiras jurídicas. “Em concurso para juiz estadual, por exemplo, mais de 5 mil candidatos se inscreveram e somente 40 passaram. Temos milhares de vagas para cursos jurídicos em todo o Brasil, e nos exames a quantidade se revela de baixa qualidade”, desabafa.

Quem pode se inscrever no exame?

Os estudantes do último ano do curso de graduação em Direito ou do 9º e 10º semestres pode se inscrever no exame da OAB. “Os alunos podem fazer quantas vezes quiserem. Não tem número de vagas, afinal o candidato concorre com ele próprio”, explica o presidente da OAB/CE. A aprovação é necessária para a inscrição na Ordem como advogado.

Próxima prova

A primeira fase do X exame da OAB está marcada para o dia 28 de abril deste ano. As inscrições devem ser feitas exclusivamente pela internet até às 23h59 do dia 8 de abril, mediante pagamento de R$ 200.

Fonte: Tribuna do Ceará