As vacinas contra a Covid-19 evitaram 19,8 milhões de mortes de 31,4 milhões de vítimas em potencial no primeiro ano, após sua introdução em dezembro de 2021. O dado foi divulgado em estudo na revista The Lancet Infectious Diseases e é baseado em informações de 185 países e territórios coletados entre 8 de dezembro de 2020 a 8 de dezembro de 2021. Esse o primeiro estudo a tentar avaliar as mortes evitadas direta ou indiretamente após o início da campanha de imunização contra a doença. A publicação foi realizada pela revista no último dia 24 de junho.

Para isso, o estudo usou os números oficiais de mortes por Covid, mas também o excesso de mortalidade registrado em cada país ou uma estimativa quando os dados oficiais não estão disponíveis. O excesso é a diferença entre o número de pessoas que morreram, independentemente da causa da morte, e o número de óbitos esperados naquele período.

Fonte: Ceará Agora

DIALOGO MAIS – 28 DE JUNHO DIA DO ORGULHO GAY