O Tribunal Regional Eleitoral do Ceará (TRE-CE) cassou, nesta sexta-feira (20), os diplomas da prefeita de Nova Russas, Giordanna Silva Braga Mano, e do vice-prefeito, José Anderson Pedrosa Magalhães. A decisão ocorre por abuso de poder político e captação ilícita de votos. A corte também tornou a prefeita inelegível por oito anos. Cabe recurso da decisão.

A prefeita afirmou que a decisão “injusta e desproporcional” e vai recorrer. “Achamos injusta e desproporcional a penalização. Na primeira instância, fomos totalmente absorvidos. E na segunda instância, os votos favoráveis à nossa absolvição se apegaram ao direito e às provas, fundamentaram de forma substancial nos absorvendo e sendo razoável aos fatos”, disse.

As ações de investigação judicial eleitoral, em primeiro grau, foram julgadas improcedentes. Já o juiz George Marmelstein Lima, do TRE, votou pelo reconhecimento à prática de abuso de poder político com a consequência da perda dos mandatos dos cargos de prefeita e vice-prefeito de Nova Russas.

O relator foi seguido pela maioria dos membros do pleno.

Além da cassação dos diplomas, foi aplicada a sanção de inelegibilidade para Giordanna Silva Braga Mano, ao deputado federal Antônio Luiz Rodrigues Mano Júnior, esposo de Giordanna, e ao ex-prefeito da cidade, Rafael Holanda Pedrosa, pelo prazo de 8 anos.

Cabe ainda recurso ao próprio TRE e ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Fonte: G1 CE