O Crato está suspenso do Campeonato Cearense por suspeita de manipulação de resultados. A decisão foi tomada pelo Auditor Presidente do Tribunal de Justiça Desportiva do Futebol do Ceará (TJDF-CE), Frederico Bandeira, após pedido da Federação Cearense de Futebol (FCF). A medida vale para todas as competições chanceladas pela FCF. O estopim foi a goleada sofrida pelo Crato por 9 a 2 para o Atlético-CE na rodada 13 do estadual.

A Federação apresentou relatórios feitos pela empresa Sportradar, que “ensejam gravíssima constatação de manipulação de resultado”, de acordo com a decisão do TJDF-CE. Com isso, o Crato não disputará mais o o jogo contra o Ferroviário, válido pela última rodada da primeira fase do Cearense, prevista para o sábado (19), às 15h. Com isso, o Ferrão vence por WO e avança no estadual.

Os documentos serão encaminhados para o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), para a Comissão de Ética e Disciplina da CBF, e para o Núcleo de Investigação Criminal (NuInC) do Ministério Público do Estado do Ceará.

Os relatórios da Sportsradar apontam investigação em seis partidas do Crato. De acordo com um dos relatórios, “os padrões de apostas e as informações atuais fornecem indicações de que o Crato EC foi potencialmente cúmplice na manipulação deste jogo”.

Os jogos em investigação
Caucaia 3 x 1 Crato
Iguatu 7 x 0 Crato
Ferroviário 4 x 0 Crato
Crato 0 x 2 Atlético-CE
Pacajus 5 x 0 Crato
Atlético-CE 9 x 2 Crato

O que diz a Federação

A FCF contratou uma empresa terceirizada (Sportradar) para que realizasse a detalhadamente a investigação da possível manipulação de resultados pela equipe do Crato nas disputas do Campeonato Cearense 2022 – Série A. A decisão foi tomada a partir do vazamento de áudios atribuídos a um de seus diretores e a um atleta onde revelava um ajuste de combinação de gols, número de escanteios.

Segundo a entidade, o placar de Atlético-CE 9 x 2 Crato “por si só, demonstra flagrante e indisfarçável indício de manipulação de resultados”. A FCF ainda informou que acompanhará as investigações que tramitam no TJDF, estando disposta a colaborar com a investigação.

O que diz o Crato

Procurado pelo ge, o presidente do Crato, Ivan Barros, limitou-se a dizer que o clube irá acionar o próprio departamento jurídico para se defender.

– Vamos entrar com a defesa. O clube não pode ser punido. Vou avaliar com o jurídico – pontuou.

Na tabela do estadual, o Crato foi rebaixado com antecedência para a Segunda Divisão do Cearense. O time, em 13 jogos, soma apenas cinco pontos, com saldo negativo de 31 gols. Fez apenas cinco e sofreu 36. O time disputaria ainda a Série D do Campeonato Brasileiro nesta temporada.

Fonte: GE

DIALOGO MAIS – 28 DE JUNHO DIA DO ORGULHO GAY