(Foto: Reprodução)

Um homem com diversas passagens pela Polícia, inclusive por um homicídio que vitimou um policial militar em 2007, morreu em um confronto com a Polícia Militar do Ceará (PMCE), em Fortaleza, na última quinta-feira (18) – quase 15 anos depois. O tiroteio assustou moradores do bairro Edson Queiroz.

Segundo a PMCE, Antônio Benedito Silva de Jesus, de 30 anos, conhecido como ‘Cara de Ônibus’, foi lesionado em uma intervenção realizada por policiais militares do Comando de Policiamento de Rondas e Ações Intensivas e Ostensivas (CPRaio) e socorrido a uma unidade hospitalar, mas não resistiu aos ferimentos.

O CPRaio foi acionado ao local para atender uma ocorrência de disparos de arma de fogo. “No local, os PMs foram informados que havia duas pessoas lesionados após seis suspeitos terem efetuado tiros. O grupo teria fugido sentido Rua dos Coqueiros, se escondido em um matagal e em casas abandonadas, próximas a um manguezal. Os agentes fizeram incursão na localidade e foram recebidos com tiros”, descreveu a Polícia Militar.

‘Cara de Ônibus’ possuía um mandado de prisão em aberto. Com ele, a Polícia Militar apreendeu uma pistola calibre Ponto 40, dois carregadores e oito munições. O caso foi registrado no 13º DP (Cidade dos Funcionários), da Polícia Civil do Ceará (PC-CE).

‘Cara de Ônibus’ foi preso em 2011 pela morte do soldado PM Carlos Henrique de Carvalho, ocorrida no dia 31 de dezembro de 2007, nas proximidades do Centro de Convenções, bairro Edson Queiroz, em Fortaleza. O crime ficou marcado como a primeira morte de um militar do Ronda do Quarteirão, antigo programa de policiamento comunitário do Governo do Estado.

Fonte: Diário do Nordeste