(Foto: Reprodução)

Um verão brutal causou estragos para muitos na Espanha rural, mas um efeito colateral inesperado da pior seca do país em décadas encantou os arqueólogos – o ressurgimento de um círculo de pedras pré-histórico em uma represa cujo nível da água abaixou.

Oficialmente conhecido como o dólmen de Guadalperal, mas apelidado de “Stonehenge espanhol”, acredita-se que o círculo de dezenas de pedras megalíticas seria de 5000 aC.

Atualmente, ele está totalmente exposto em um canto do reservatório de Valdecanas, na província central de Cáceres, onde as autoridades dizem que o nível da água caiu para 28% da capacidade.

“É uma surpresa, é uma oportunidade rara poder acessá-lo”, disse o arqueólogo Enrique Cedillo, da Universidade Complutense de Madri, um dos especialistas que correm para estudar o círculo antes que ele submerja novamente.

Desde sua inundação, em 1963, o local só foi visto outras quatro vezes.

Os dólmens são pedras dispostas verticalmente, geralmente suportando uma pedra plana. Embora existam muitos espalhados pela Europa Ocidental, pouco se sabe sobre quem os ergueu. Restos humanos encontrados em ou perto de muitos levaram a uma teoria frequentemente citada de que são túmulos.

Fonte: G1

PODCAST DIÁLOGO MAIS – ELEIÇÕES 2022 – O QUE FAZ UM DEPUTADO FEDERAL, ESTADUAL E SENADOR? O QUE É ESQUERDA, DIREITA E CENTRÃO?