O seminário aconteceu no CRAS (Foto: THiedo Henrique/Mais FM)
PodMais
PodMais
Seminário de Medidas Socioeducativas é realizado em Iguatu
/

Com intuito de promover um momento de debate e reflexão sobre o atual cenário das medidas socioeducativas em meio aberto de adolescentes que cumprem medidas de liberdade assistida e prestação de serviço à comunidade, alunos do curso de Serviço Social do IFCE campus Iguatu e também estagiários do CREAS promoveram na quinta-feira, 18, o ‘I Primeiro Seminário de Médicas Socioeducativas em Meio Aberto do Município’.

Realizado no Complexo de Proteção Social ao Adolescente, o objetivo é de capacitar os atores sociais que atuam na operacionalização dos serviços. De acordo com o discente e estagiário Renato Jameson, o pré-requisito para conclusão da grade curricular de estágio supervisionado II era a realização do próprio seminário. “O trabalho e conhecimento adquirido nos deu todo subsídio e percepção para que pudéssemos encabeçar a construção desse seminário que intitulamos como; conhecer para executar”, disse.

Reportagem da rádio Mais FM

O estudante afirmou ser desafiador discutir direito de criança e adolescente num momento em que se propõe a redução da maioridade penal. “Lidamos com uma sociedade revanchista, que julga casos isolados e toma como regras. Temos que acreditar sim no Estatuto (ECA), e o principal, aplicar na sua plenitude”, afirmou.

Rayanne Silva, aluna e também estagiária do Centro de Referência Especializado em Assistência Social (CREAS), ressaltou as medidas e intervenções realizadas no equipamento. “Para garantirmos a assistência no desenvolvimento das medidas, realizamos ações de modo articulado com a rede de serviços, órgãos de defesa de direitos e das demais políticas públicas. Mobilizações conjuntas no território para fortalecer as possibilidades de inclusão da família em uma organização de proteção que possa contribuir para a reconstrução da situação vivida, toda essa série de ações, implicam positivamente na vida do jovem”, disse.

A proposta é que a coordenação do curso de Serviço Social mantenha esse pré-requisito de realização dos seminários para complementar da grade curricular de estágio supervisionado II e assim o evento entre para o calendário da cidade. “A perspectiva é que a coordenação do curso mantenha essa exigência. Vemos que é uma necessidade de tratarmos desse tema mais a fundo”, adiantou Rayanne.

No último dia do seminário (sexta-feira, 19) foram apresentadas propostas de reformulações instrumentais com rodas de conversas avaliativas e entrega de certificados. Estiveram presentes na abertura do seminário o poder judiciário através da juíza titular da 3ª Vara da Comarca de Iguatu, Dra. Isabela Mendonça e da promotoria por meio da, Dra. Helga Barreto, conselho tutelar, Corpo de Bombeiros, Polícia Militar e secretarias municipais da Cultura e Educação.