Familiares e amigos do brasileiro Kaio Wendell Paiva Mota, 35 anos, que morreu nesta segunda-feira (19) em Portugal vítima de um infarto, estão lutando para trazer o corpo dele para ser velado e enterrado no Ceará. Kaio morava na cidade de Beja há seis meses, e deixou o Brasil para tentar proporcionar uma vida melhor à família.

A viúva de Kaio, Diana Lima Temoteo, contou que a intenção do marido era levar ela e os filhos para morar com ele em Portugal. Ele trabalhava como auxiliar técnico em uma empresa de instalação de internet.

“Meu sobrinho morava com ele [Kaio Wendell] e um amigo. Esse amigo chegou, perguntou para ele se estava tudo bem e disse que ia ao mercado. Quando o amigo dele saiu do banheiro, viu ele caído no chão, tentou virar ele e ele não estava se virando. Foi quando chamaram a emergência, bombeiros tentando reanimar, mas não teve jeito”, relatou Diana.

Kaio deixou, além da mulher, dois filhos; Maria Liz, de dois anos, e João Levi, de cinco. A família busca arrecadar uma quantia no valor de R$ 50 mil para o translado do corpo até o estado do Ceará. Eles recebem doações pela chave Pix (85) 99432-8095, no nome de Diana Lima.

Fonte: G1