As duas equipes voltam a campo no domingo, no Arruda (Foto: Kiko Silva / Agência Diário)

As duas equipes voltam a campo no domingo, no Arruda (Foto: Kiko Silva / Agência Diário)
As duas equipes voltam a campo no domingo, no Arruda (Foto: Kiko Silva / Agência Diário)
Fora de casa, equipe coral chega a abrir dois gols de diferença, mas vê Leão se recuperar e virar. No fim, pernambucanos arrancam 3 a 3. Fortaleza e Santa Cruz fizeram um jogo bastante movimentado na noite desta quarta-feira, no Estádio Presidente Vargas, em Fortaleza, e o empate de 3 a 3 no duelo de ida das quartas de final da Copa do Nordeste foi marcado, além dos belos gols, por um pênalti perdido por Marquinho, do time pernambucano, e um frango do goleiro do Santa, Thiago Cardoso, que permitiu o início da reação dos donos da casa.

 

O Leão foi para cima e virou na segunda etapa para 3 a 2, mas acabou também tendo um atleta expulso e, com um golaço de Everton Sena, o Santa saiu com um bom empate.

No próximo domingo, as duas equipes voltam a se enfrentar, desta vez no estádio do Arruda, em Recife. O Santa Cruz tem a vantagem de empates em 0 a 0, 1 a 1 e 2 a 2. Um novo empate em 3 a 3 leva para os pênaltis. Qualquer outro empate acima disso, o Leão se classifica. Vitória para qualquer lado dá a vaga na semifinal ao vencedor.

Primeiro tempo empolgante

A primeira etapa do jogo foi recheada de gols e falhas das defesas – para os dois lados. Jogando em casa, o Leão tentou partir para cima e dominar nos primeiros minutos. Logo aos dois minutos, na base da pressão, Marinho Donizete cruzou para Júlio Madureira, que foi desarmado na hora do arremate.

Apesar de ter mais posse de bola, o Fortaleza não conseguia transformar em chances reais. Aos 10 minutos, em uma bola na entrada da área, Nathan chutou colocado e fez o goleiro João Carlos trabalhar pela primeira vez. O placar da partida se movimentou logo em seguida. Aos 15 minutos, Paulo César fez um cruzamento pela direita. A bola passou por toda a área do Leão e chegou para Renatinho, na segunda trave, livre de marcação, apenas tocar para o fundo das redes.

Cinco minutos depois o time Coral fez o segundo. Novamente, a zaga do Fortaleza falhou. Luciano Sorriso cobrou falta da esquerda, e Paulo César apareceu completamente sem marcação para ampliar.  2 a 0. Atordoado com as falhas, o Fortaleza tentou responder. Em jogada de Júlio Madureira, aos 22 minutos, o Tricolor do Pici deu o primeiro chute a gol, mas Tiago Cardoso defendeu com tranquilidade.

Santinha perde pênalti e tem jogador expulso

O goleiro do Santa Cruz, porém, não se deu bem no segundo chute arriscado contra a meta coral. Aos 25 minutos, Esley foi cortando pelo meio da zaga do Santa e, quando se aproximou da área, chutou. Mesmo não sendo um chute muito forte, Tiago Cardoso aceitou em uma falha grotesca, permitindo que o Leão diminuísse a diferença no placar. 2 a 1.

Aos 42 minutos, o Santa Cruz teve a chance de ampliar o marcador. Danilo Santos foi derrubado por Ronaldo Angelim na área e o árbitro assinalou pênalti. Marquinho foi para a cobrança, mandou no canto direito, mas João Carlos pulou firme e fez a defesa. No finalzinho do primeiro tempo, o Santa Cruz ainda perdeu um jogador. O lateral-esquerdo Tiago Santos cometeu falta em Esley e acabou recebendo o segundo amarelo.

Leão volta ligado, mas também perde jogador

Com um jogador a mais, o Fortaleza começou a etapa complementar arrasador. Logo aos 3 minutos, João Henrique fez boa jogada pela direita e cruzou para Assisinho empurrar para o fundo das redes e empatar: 2 a 2.

Assisinho começava a se destacar. Aos 12 minutos, arriscou chute na entrada da área e obrigou Tiago Cardoso a fazer boa defesa. A virada do Leão, porém, veio dos pés de um jogador mais discreto em campo. O lateral-esquerdo Marinho Donizete. Aos 25 minutos, ele resolveu ariscar um chute próximo da entrada da área do tricolor pernambucano e marcou um belo gol, para o delírio da torcida do Fortaleza no Presidente Vargas.

Logo em seguida, o Fortaleza perdeu um jogador expulso. Lucas fez falta em Sandro Manoel e recebeu o segundo amarelo. A igualdade no número de jogadores deu mais ânimo ao Santinha, que foi buscar o empate e dar números finais ao jogo. Aos 37 minutos, Everton Sena fez jogada individual e arriscou um chute de longe para marcar um golaço, dando números finais à partida: 3 a 3.

Fonte: Globo Esporte