(Foto: Reprodução)

O Governo do Ceará fomenta e apoia o desenvolvimento científico em diversos setores. Na Saúde, não seria diferente. Na tarde desta segunda-feira (18), o secretário da Saúde do Estado, Marcos Gadelha, representando a governadora Izolda Cela, participou de encontro de integração entre membros da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) Ceará, de delegação francesa – composta por representantes do Ministério das Relações Exteriores e da embaixada da França no Brasil – e pesquisadores do Instituto Pasteur. A cerimônia foi promovida visando à instalação da plataforma Fiocruz-Pasteur no Eusébio, município na Região Metropolitana de Fortaleza.

“A gente saiu de um momento muito difícil, esse momento mais agudo de pandemia, mas que trouxe alguns aprendizados e algumas oportunidades para nós do setor Saúde. Primeiro: a importância de se valorizar, por exemplo; a vigilância em saúde. É necessário focar e investir mais em tecnologias para a formação de dados e de informações para decisão do gestor de Saúde. Dentro dessa perspectiva, estou autorizado pela governadora Izolda Cela para dizer que o Governo do Ceará continuará parceiro, incentivando e apoiando essa parceria que será muito importante para dar uma saúde mais acessível, proativa e preventiva ao cidadão cearense”, destacou Gadelha.

Plataforma Fiocruz-Pasteur
A plataforma Fiocruz-Pasteur irá desenvolver pesquisas relacionadas à Imunologia e à Imunoterapia, áreas do conhecimento estratégicas para ambas as instituições. Até o início de 2023, o campus da Fiocruz Ceará no Eusébio receberá um especialista técnico internacional, que contribuirá na implantação do projeto, apoiado pelo governo francês. Já a Fiocruz deverá criar uma cátedra de excelência Fiocruz-Pasteur buscando acelerar ainda mais a consolidação da iniciativa.

O secretário ressaltou, durante o evento, que saúde não é só prestação de atendimento ou resolução de problemas de pessoas que estão doentes. “Saúde também se faz produzindo conhecimento, fortalecendo ensino, estimulando pesquisa e inovação. Temos de estabelecer parcerias, colaboração, trabalhar de forma conjunta, incentivando inovações como essa. Algo tecnológico que até pouco tempo era criticado e que agora a gente está utilizando, por exemplo, é a telemedicina”, sublinha Gadelha.

Fonte: Governo do Estado do Ceará

PODCAST MAIS ROCK – O MELHOR PROGRAMA DE ROCK DO CEARÁ – Edição de 10/04/2022