Várias lideranças já começaram a colocar o bloco na rua e os partidos já se articulam em vista a eleição municipal do ano que vem. Exemplo, disso, é o deputado Renato Roseno (Psol), que já admite ter pensado no assunto. Isso porque, segundo lembra o parlamentar, seu nome é posto como candidato à Prefeitura de Fortaleza. Contudo, destaca que ainda é cedo para tomar qualquer decisão, o que deve acontecer só no próximo ano.

 

Ao jornal O Estado, ele admite que o Psol tem plano de lançar candidatura própria. Segundo ele, a população está querendo mudança, porque a atual gestão “não está condizente com as necessidades”. Além disso, o parlamentar defende a necessidade de se formar uma frente de esquerda para atender às reivindicações populares, principalmente da ala mais pobre. “A atual administração – refere-se ao prefeito Roberto Cláudio –, obviamente, não está vinculando os interesses das maiorias sociais que estão jogadas a própria sorte”, acrescentando que Fortaleza está carente de quase tudo, porque a saúde pública continua precária, atuando mais na base de promessas e a educação não está atendendo às necessidades da população infantil, além dos problemas enfrentados na coleta do lixo da cidade.

 

Fonte: O Estado CE