Perícia no local

Foi na Cohab II em Iguatu. Por volta das 22h40min deste sábado, 20/08, na antiga rua 100, hoje Rua Maria Alves Queiroz, um rapaz de apenas 17 anos foi assassinado com vários tiros. Carlos Cézar Alves Silva residia no conjunto Novo Iguatu e morava com seu pai.

O mesmo estava acompanhado de um amigo nas proximidades do Bar do Heitor, quando dois homens em uma moto chegaram atirando. Carlos Cézar foi atingido nas costas e mesmo baleado tentou fugir mas os assassinos o perseguiram e atiraram várias outras vezes atingindo-o na cabeça e em outras partes do corpo. Ele não resistiu aos ferimentos e morreu no meio da rua. Rastros de sangue ficaram ao longo do trajeto em que Carlos Cézar tentou se livrar dos inimigos, mas foi inútil, porque foi alcançado por eles.

Corpo do rapaz estendido no chão após os tiros

O amigo da vítima conseguiu fugir e não se sabe o paradeiro do mesmo. Já os bandidos assassinos estão foragidos. O corpo da vítima ficou exposto no chão por mais de duas horas a espera que o Rabecão do IML chegasse, pois esse estava em Saboeiro atendendo a uma ocorrência de um grave acidente acontecido naquela cidade, onde também houveram óbitos.

Já era uma e meia da manhã quando o rabecão chegou junto com a equipe pericial e o perito que fez todo o estudo do local chegando a recolher cápsulas deflagradas dos revólveres dos criminosos. Em seguida o corpo foi levado para o IML. Enquanto esperavam o carro do IML chegar, policiais do ronda fizeram a guarnição do local e preservaram a cena do crime.

Foi o segundo crime da noite. Horas antes um crime de morte aconteceu na Vila Moura, quando numa discussão banal um cunhado matou o outro cunhado a golpes de faca. Com a morte de Carlos Cézar se chega ao 16º crime de morte em Iguatu no ano de 2017.