Festa religiosa é realizada há 269 anos. É uma das maiores e mais antigas do Ceará. Procissão reúne milhares de devotos.

Mais de 20 mil pessoas participaram da tradicional procissão em honra ao Senhor do Bonfim (Jesus Cristo Crucificado) na cidade de Icó. O Centro Histórico ficou tomado pela multidão de devotos – moradores da cidade e visitantes da região Centro-Sul do Ceará e de estados vizinhos. A festa religiosa é realizada há 269 anos.

A caminhada assinalou o fim do novenário em louvor ao Senhor do Bonfim. Até o próximo dia 6, a imagem fica exposta no Santuário para visitação dos católicos.

O andor com a imagem de Jesus é confeccionado com carinho e conduzido sob a guarda de um grupo de voluntários. O momento da saída em frente ao Santuário do Senhor do Bonfim, no Largo do Théberge, centro histórico da cidade, atrai milhares de fieis. O bispo da diocese de Iguatu, dom Édson de Castro Homem, e padres de Icó participaram do evento.

Ao fim da procissão, ocorre a tradicional queima de bombas que dura cerca de cinco minutos. O barulho do estouro das bombas é ensurdecedor e é esperado por uma multidão animada, que grita, e alguns acompanham de perto o queimar das bombas como forma de pagamento de promessa ou simples aventura.

A dona de casa, Maria de Lourdes Oliveira, disse que participa da festa desde criança. “Vinha com meus pais e hoje trago filhos e netos”, contou. “Já alcancei graças com o Senhor do Bonfim”.

Diário Centro Sul